Começam as obras de revitalização da Presidente Vargas que prevê rotatórias, ciclovia e nova arborização

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Avenida Presidente Vargas é uma das principais vias de Pará de Minas e já passou por várias intervenções. No fim da década de 1980 do século passado o então prefeito de primeiro mandato Antônio Júlio de Faria (MDB) realizou uma grande obra naquela via.

As pistas eram pavimentadas com paralelepípedos retangulares e no canteiro central havia enormes Flamboyants. As árvores transformavam em uma “alameda” o passeio do canteiro central. Com as obras sumiram os Flamboyants, substituídos por novas espécies e os paralelepípedos foram cobertos por massa asfáltica.

Depois o então prefeito José Porfírio de Oliveira Filho (PV), hoje vice, perto do fim de seu mandato encerrado em 2012, juntamente com seu vice Geraldo Eugênio Barbosa Mansur (PPS) apresentou o projeto de revitalização da Presidente Vargas durante evento realizado na sede do CREA/MG em Pará de Minas.

O belíssimo projeto assinado por Welington Soares de Faria, mais conhecido como Ton arquiteto, contemplava a revitalização da Presidente Vargas, iniciando perto da Estação do Pará Cine Café e terminando a primeira etapa no local onde existe a rotatória em frente à Câmara Municipal de Pará de Minas. Porém, ficou só na apresentação. José Porfírio de Oliveira Filho e Geraldo Eugênio Barbosa Mansur não conseguiram tirar o projeto do papel.

A nova proposta para revitalizar a Avenida Presidente Vargas teve início no segundo semestre de 2017, na gestão do prefeito Elias Diniz (PSD). Ele enviou um projeto aos vereadores solicitando autorização para contrair um empréstimo de R$ 3 milhões para obras de melhoria da mobilidade urbana.

Mas a princípio os vereadores não votaram e pediram mais explicações, porque na mesma época o município havia perdido cerca de R$ 2,3 milhões liberados pelo Governo Federal por meio de emenda parlamentar do deputado federal Eduardo Barbosa (PSDB). O dinheiro deveria ter sido usado na revitalização da Rua Benedito Valadares porque o município perdeu todos o prazos para iniciar a obra.

Posteriormente aos questionamentos, os vereadores aprovaram o projeto após serem informados pela administração municipal que o dinheiro seria usado na revitalização da Presidente Vargas.

Após a aprovação, a expectativa era que o dinheiro fosse liberado em Fevereiro de 2018, mas isso não aconteceu. A justificativa é que era ano eleitoral e o Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG) não poderia liberar a verba.

Também em 2018 a prefeitura de Pará de Minas realizou a licitação e a empresa vencedora apresentou proposta aproximada de R$ 2,3 milhões para executar o projeto exigido pelo município. O restante do dinheiro para totalizar R$ 3 milhões será investido no novo parque iluminotécnico da Presidente Vargas e também na aquisição de mobiliário urbano, entre outros.


O dia 3 de Janeiro de 2019 Elias Diniz disse ao Portal GRNEWS que as obras estavam prestes a ser iniciadas e que o projeto também prevê a construção de ciclovia na Avenida Presidente Vargas.

Nesta sexta-feira, 25 de Janeiro, ele confirma o início das obras de revitalização da avenida. A empreiteira começou o trabalho na rotatória existente na confluência da avenida com a rodovia BR-352. No local os trabalhadores já estão arrancando o concreto do passeio do canteiro central. Como a via está em obras, ele pede a compreensão da população e a atenção dos condutores de veículos:

Elias Diniz
eliasrevitapv1

Um dos objetivos desse projeto iniciado pela prefeitura é a redução do índice de acidentes na Avenida Presidente Vargas por onde trafegam aproximadamente 26 mil veículos/dia conforme estudo feito por uma empresa contratada pelo município. A via também terá nova arborização:

Elias Diniz
eliasrevitapv2


A meta é que a avenida tenha uma nova identidade visual e isso inclui a arborização. Porém, o prefeito afirma que antes de promover a troca das árvores vai discutir o assunto com ambientalistas para que seja feita melhor escolha das espécies. Nessa pauta consta até a realização de um fórum regional para discutir a arborização urbana:

Elias Diniz
eliasrevitapv3

A obra se estenderá até as proximidades da Estação do Pará Cine Café. Também está prevista a revitalização da Praça Simão da Cunha, em frente ao Estádio Ovídio de Abreu, o Campo do Paraense. Além da modernização será alterada a entrada de caminhões na Companhia de Tecidos Santanense e o retorno de veículos também será modificado visando melhorar o fluxo do trânsito e consequentemente a mobilidade urbana naquela área.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!