Lojistas fazem contratações temporárias para o Natal e analista de RH dá dicas para quem procura emprego

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os empresários do Estado de Minas Gerais esperam contratar cerca de 10 mil funcionários temporários para o comércio em geral, objetivando as vendas de fim de ano, época mais aguardada pelos lojistas. É a maior estimativa de contratações segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em todo o país a expectativa é de abrir vagas para cerca de 91 mil pessoas.

A CNC estimou também a movimentação financeira do período, que deve chegar a R$ 35,9 bilhões em vendas. Isso sem contar a taxa de efetivação dos trabalhadores temporários, que deve alcançar 26,1%.

Estes dados fazem brilhar os olhos de quem está em busca de um emprego. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são 12,6 milhões de brasileiros desempregados de acordo com o último levantamento realizado em julho.

Mas para preencher esta vaga, inicialmente temporário, o candidato deve prestar atenção a alguns requisitos tão esperados pelo empregador. Recentemente o Portal GRNEWS conversou com a psicanalista, especialista em Gestão de Pessoas e analista de Recursos Humanos, Karine Chiericato que explicou que muitas pessoas buscam emprego, mas não querem saber de trabalho.  É que ela é responsável pelo setor de Recursos Humanos da Associação Empresarial de Pará de Minas (Ascipam) e ajuda os empresários a fazerem contratações. E eles vivem um dilema: o de encontrar quem realmente deseja trabalhar.

Com a projeção de aumento nas contratações de funcionários temporários para as vendas de Natal no comércio paraminenses, a reportagem do Portal GRNEWS conversou com a psicanalista, que desta vez deu dicas importantes para quem está em busca de emprego:


Karine Chiericato
karinechiericatodicastemp1

Muitas são as reclamações de consumidores em relação ao atendimento no comércio paraminense. Má vontade do colaborador, funcionário que só fica no telefone e não ajuda o cliente a escolher um produto, e há aqueles também que parecem não fazer questão da venda.

Tratar o consumidor com educação, um sorriso no rosto e estar atento às necessidades dele, é a principal dica da gestora de pessoas:

Karine Chiericato
karinechiericatodicastemp2

A maioria dos contratados temporariamente tem a intenção de continuar no emprego. Mas o que será que o empresário observa no colaborador para torna-lo fixo na empresa?

Algumas qualidades são essenciais:

Karine Chiericato
karinechiericatodicastemp3

O setor de vestuário deve liderar a geração de vagas temporárias este ano, seguido por supermercados. É que segundo a CNC, os setores de vestuário, acessórios e calçados registram maior aumento nas vendas natalinas.

Entre as funções, oito de cada 10 vagas ofertadas devem ser preenchidas por vendedores, depois vem os operadores de caixa e o pessoal que trabalha no almoxarifado.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!