Adolescentes paraminenses tem relações sexuais cada vez mais cedo e aumentam casos de gravidez e infecções transmissíveis

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Anualmente cerca de 18% dos brasileiros nascidos são filhos de mães adolescentes, em número isso representa 400 mil pessoas. Em todo o mundo são 16 milhões de adolescentes de 15 a 19 anos que ficam grávidas e dois milhões menores de 15 anos.

Iniciar a vida sexual ainda na adolescência pode trazer outros riscos, além da gravidez indesejada. Em Pará de Minas, por exemplo, ao longo dos anos, tem aumentado o número de casos de pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), como sífilis, herpes genital, gonorreia, infecção pelo HIV e hepatites virais B e C.

Recentemente, a enfermeira e Referência Técnica de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Maria de Lourdes Liguori, disse ao Portal GRNEWS que o município está preocupado com o aumento no número de casos. Até agosto foram registradas 443 notificações, porém os números devem ser ainda maiores, já que muita gente nem sabe que contraiu alguma doença.

A ginecologista e obstetra Caroline Santos Mendonça alerta para a necessidade de uso da camisinha em todas as relações sexuais. O método é contraceptivo, mas também ajuda a evitar o câncer de colo de útero e as infecções sexualmente transmissíveis:


Caroline Santos Mendonça
carolinemendistgrav1

O número de meninas grávidas também aumenta com o passar dos anos. Inocentes, elas acreditam que podem manter relação sexual e contam com a sorte para não engravidar. O que acontece cada vez com mais frequência.

A ginecologista conta que tem pacientes com 13 anos e estas meninas correm sérios riscos de vida, pois a gravidez pode ter complicações:

Caroline Santos Mendonça
carolinemendistgrav2

A maioria destas doenças tem tratamento e cura. Por isso, em caso de suspeição, é preciso ir imediatamente a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de casa. Lá há os testes rápidos para todas estas doenças e são oferecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!