Vereadores se arrependem de aprovar empréstimo de R$ 3 milhões para revitalizar a Presidente Vargas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

No fim de janeiro de 2019 teve início a tão sonhada obra de revitalização da Avenida Presidente Vargas. A via, de extrema importância para o município, tem tráfego de diário de aproximadamente 26 mil veículos e as mudanças pretendem ajudar na segurança de condutores e pedestres, além de deixar a área mais bonita.

No projeto consta nova arborização, rotatórias, a construção de ciclovia, passeios e novo asfalto e sinalização. Além disso, será instalado mobiliário urbano e novo parque iluminotécnico.

A prefeitura de Pará de Minas enviou à Câmara Municipal no ano de 2017 um pedido de autorização para contrair empréstimo de R$ 3 milhões e mesmo sem conhecer o projeto de revitalização os vereadores aprovaram.

E isso gerou muitos comentários na cidade, pois conforme as obras foram avançando os membros do Legislativo que eram questionados pela população não sabiam o que responder.

Sobre o corte de árvores o Portal GRNEWS  publicou que os vereadores não sabiam o que estava acontecendo. Já o Executivo informou que algumas árvores causavam riscos e teriam que ser substituídas.

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental (Codema) conheceu de perto o projeto e o presidente José Hermano de Oliveira Franco afirmou que as 143 novas mudas vão demorar 10 anos para chegarem a um tamanho ideal.

O assunto continua gerando discussões na Câmara Municipal. O vereador Antônio Carlos dos Santos (PTB) disse que se arrependeu de ter votado favorável ao pedido de empréstimo feito pela prefeitura. Afirma que o Legislativo errou em dar o aval para esta obra, sem a execução da rede pluvial:


Antônio Carlos dos Santos
antoniocarlospluvial1

O vereador Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB) criticou a revitalização acreditando que a obra não é tão grande como noticiada pelo Executivo. Afirma ainda que a prefeitura deveria se preocupar inicialmente com a rua Benedito Valadares:

Ênio Talma Ferreira de Resende
dreniopresidente1

O presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Pará de Minas, Dilhermando Rodrigues Filho (PSDB) criticou a revitalização da avenida sem antes cuidar da rede pluvial. Destaca ainda o caos que virou a Presidente Vargas durante e depois da chuva que caiu no fim da tarde de 1º de março:


Dilhermando Rodrigues Filho
dilepresidente1

O vereador José Salvador Moreira (PSD) enviou um requerimento à Secretaria de Obras Públicas e Infraestrutura questionando sobre os problemas da rede pluvial na Presidente Vargas. Também solicita a construção de uma galeria ou uma ponte que suporte a quantidade de água que desce dos bairros mais altos. A prefeitura disse que vai buscar recursos para executar as obras:


José Salvador Moreira
depedreiropresidente1

Marcus Vinícius Rios Faria (MDB) aponta a necessidade de o Executivo ouvir a população e comerciantes sobre a preferência: rede pluvial para evitar os alagamentos ou a revitalização da Presidente Vargas?


Marcus Vinícius Rios Faria
marcaopresidente1

O projeto de revitalização prevê que as obras cheguem até a Estação do Pará Cine Café. A Praça Simão da Cunha também deve ser reformada e para melhorar o trânsito, o retorno de veículos será modificado junto à entrada de caminhões na Companhia de Tecidos Santanense.

Sobre a assunto a assessoria de comunicação da prefeitura de Pará de Minas informou que o prefeito Elias Diniz (PSD) viajará na terça-feira 12 de março, para Brasília para tratar de diversos assuntos. Entre os quais, buscará recursos para realizar obra de construção de nova rede pluvial na Avenida Presidente Vargas.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!