Fracasso ambiental e negligência resultam em lagoas e nascentes secas em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

lagoa_seca300816
O desabafo é da educadora ambiental e conselheira do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema), Sônia Naime. O órgão é formado por representantes do poder público e da sociedade civil organizada e foi criado em Pará de Minas há 19 anos. Já a Associação Amigos do Meio Ambiente (Ama Pangéia) foi criada há 10 anos.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A proposta de ambos é preservar o meio ambiente, juntamente com o poder público e empresas. Entretanto, muitas causas ambientais defendidas ficam apenas no discurso. É muita conversa para pouca ação.

reservatorio_paivas010916b
Com se fala muita e pouco se faz em favor das nascentes e matas, o resultado não poderia ser outro: a natureza cobra seu preço pelo descaso do homem que só pensa em destruir e consumir os recursos naturais, sem agir para preservá-los.

Tanto é verdade que nos últimos anos a população de Pará de Minas foi submetida a um sofrimento sem precedentes, ao ficar até 26 dias sem água em determinadas regiões da cidade. Isso ocorreu porque a natureza começou a cobrar sua fatura e enfrentamos uma grave crise hídrica.

Além disso, os gestores municipais não foram capazes de resolver o problema relacionado ao abastecimento de água, sem que a população precisasse passar por isso. Pelo contrário, postergaram as negociações o quanto puderam, até que a fonte secasse de vez e só então tomaram uma atitude tardia após impor um sofrimento brutal aos paraminenses.

ribeirao_paciencia300816a
Sônia Naime sempre advertiu as autoridades e a sociedade sobre a necessidade de, parafraseando o Papa Francisco em sua encíclica, de cuidarmos da nossa casa comum. No caso, o município de Pará de Minas.

Como fica-se somente no discurso vazio, sem ações concretas capazes de inverter o processo de degradação ambiental, constata-se com muita facilidade córregos poluídos, como o Água Limpa, que de limpo tem apenas o nome, inúmeras nascentes secando e também lagoas.

Na avaliação da educadora, isso é fruto do fracasso das ações ambientais em Pará de Minas – que não foram feitas – e da negligência de nossos gestores municipais que deixaram o caos ambiental se instalar no município, que não tem sequer um mapa hidrográfico preciso:

Sônia Naime
fracassosonia1

A conselheira do Codema ilustra seu raciocínio dando exemplos que comprovam que as lagoas não são isoladas, porém, não existe no município nenhum planejamento para proteger as nascentes que abastecem os córregos, ribeirões e lagoas:

Sônia Naime
fracassosonia2

sonia_naime080916
Sônia Naime lembra que o livro Águas de Pará de Minas, contendo um estudo sobre as nascentes e recursos hídricos do município, foi lançado em 2005. Naquela época a proposta era que os políticos e empresários abraçassem a causa, pois temia-se a falta d’água em 2050, mas isso ocorreu bem antes:

Sônia Naime
fracassosonia3

Ela também constata que os paraminenses continuam desperdiçando água. Foi só passar o período de racionamento que muita gente retomou o antigo hábito. Enquanto isso, muitos países estão reaproveitando água do esgoto. Em Pará de Minas ninguém fala em reuso da água e ainda continua-se degradando o que resta.

Sônia Naime também desafia os gestores, aos quais ela classifica como omissos, a agirem em favor da defesa dos recursos hídricos de Pará de Minas. Acrescenta que captar água no rio Paraopeba poder ser solução para o município neste momento, mas não para o futuro:

Sônia Naime
fracassosonia4

ribeirao_paciencia300816
Em 2 de outubro os brasileiros elegerão novos prefeitos e vereadores e as questões ambientais preocupam os eleitores de todo o Brasil, como aponta levantamento publicado recentemente.

Os temas áreas verdes, energias renováveis, gestão de resíduos sólidos e mobilidade urbana podem fazer o eleitor mudar de voto nas eleições municipais de 2016, mostra o projeto apartidário Cidade dos Sonhos em pesquisa encomendada ao Datafolha.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!