Prefeito e vereadores de Pará de Minas não agem para melhorar situação dos trabalhadores da Turi

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A afirmação é do presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Transporte Rodoviário de Pará de Minas, Francisco Ferreira Borges. Ele afirma que o motorista da Turi trabalha sob pressão no município.

Na quinta-feira, 4 de abril, foi realizada uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) na qual os trabalhadores da empresa que explora o transporte coletivo urbano em Pará de Minas decidiram pela paralisação.

Porém, a empresa e prefeitura seriam notificadas na sexta-feira (6). A partir daí seria contado prazo de 72 horas, vencido ás 12 horas desta segunda (8). Com isso a greve pode ser deflagrada a qualquer momento ou não.

O sindicato não quis se manifestar sobre o possível horário para paralisar as atividades. Mas a reportagem do Portal GRNEWS apurou que a entidade de Pará de Minas conta com o apoio de outros sindicatos da região. Também apuramos que a empresa Turi trouxe motoristas de outras cidades para assumir os ônibus em Pará de Minas, caso os colegas daqui optem pela greve.

A paralisação pode começar a qualquer momento e foi uma das formas encontradas pelos funcionários para mostrar a indignação por não terem atendidas suas reivindicações:


Francisco Ferreira Borges
franciscodificuldades1

Francisco Ferreira Borges denuncia ainda que prefeito e vereadores não agem, não fazem nada para ajudar a melhorar a situação dos trabalhadores da Turi:

Francisco Ferreira Borges
franciscodificuldades2

O sindicato reivindica melhores condições de trabalho para os funcionários da Turi, reajuste salarial e benefícios do Acordo Coletivo de Trabalho referente aos anos de 2018 e 2019. Na reunião realizada entre Sindicato e diretores da Turi, a empresa não garantiu sequer a data-base da categoria que era 1º de março.

Mesmo sabendo que deflagrar greve por tempo indeterminado vai atrapalhar muitos usuários, o presidente do Sindicato pede a compreensão da população:

Francisco Ferreira Borges
franciscodificuldades3

A greve pode iniciar a qualquer momento, uma vez que o prazo de 72 horas após as notificações já expirou. A notificação do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Pará de Minas foi enviada na manhã de sexta-feira (5) a todos os órgãos competentes. Ainda segundo o Sindicato, a paralisação será feita nas ruas, com ônibus e trabalhadores parados.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!