Comitê libera eventos, mesmo com leitos do HNSC requisitados para pacientes com Covid-19 de outras regiões

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A definição foi do Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19 que se reuniu na tarde desta sexta-feira, 5 de março. Participaram do encontro virtual representantes da Prefeitura de Pará de Minas como o prefeito Elias Diniz (PSD); o procurador-geral do Município Hernando Fernandes da Silva; os secretários municipais de Saúde Wagner Magesty; de Gestão Fazendária, José Leonardo Martins Pinto; de Educação, Marluce de Souza Pinto Coelho; e de Assistência e Desenvolvimento Social, Flávio Medina Neto

Também participaram virtualmente, capitão Pedro Henrique Tafuri subcomandante da 19ª Companhia da Polícia Militar Independente; capitão Lucas Ribeiro Maia do Corpo de Bombeiros; Dilhermando Rodrigues Filho (PSDB) da Câmara de Vereadores; e Henrique Altivo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Empresarial de Pará de Minas (Ascipam).

Reprodução

Durante a reunião acompanhada pelo Portal GRNEWS, o prefeito Elias Diniz (PSD) adiantou que o Ministério da Saúde já solicitou o uso de leitos do Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) para pacientes de outras regiões do estado. Comunicou ainda ao Comitê que na segunda-feira, 8 de março, encaminhará à Câmara Municipal uma Instrução Normativa explicando a adesão a um consórcio junto à Frente Nacional dos Prefeitos para compra das vacinas, quando for autorizado pela justiça.

O secretário Wagner Magesty destacou que a região está com taxa de ocupação de leitos comprometida e sem reserva de leitos, o que preocupa. Ele teme ainda que a situação pode se complicar nos próximos dias pois analisando o mapa do plano Minas Consciente, o entorno da macrorregião Oeste está vermelho ou roxo, restringindo vários setores.

A representante das escolas particulares de Pará de Minas, Fernanda Faria, também participou do encontro e citou a necessidade do retorno gradual presencial às instituições de ensino da cidade.

O protocolo para a retomada das aulas presenciais já está pronto em Pará de Minas e a Procuradoria-Geral do Município analisa juridicamente o documento para evitar problemas futuros.

Durante o encontro, ficou pré-agendada uma reunião na próxima semana para discussão dos protocolos e do possível retorno às escolas.

Os membros do Comitê votaram pela manutenção do decreto anterior, incentivando o uso de máscaras, álcool 70% e distanciamento social, e mantendo o comércio em geral aberto na cidade, desde que siga as medidas de prevenção.

Shows e som mecânico com ou sem DJ continuam proibidos nos bares, restaurantes e eventos.

Como Pará de Minas está enquadrada a partir de sábado, 6 de março, na onda amarela, o Minas Consciente prevê que eventos podem acontecer desde participem no máximo 100 pessoas, o espaço precisa ter 4m² por pessoas e não pode haverá mais de 75% de ocupação do limite máximo.

O novo decreto será publicado nesta sexta (5) e tem vigência até 15 de março.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!