Águas de Pará de Minas confirma que não há riscos de racionamento durante o período de estiagem

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Diferente de outros locais, o Município de Pará de Minas não enfrenta mais os problemas referentes ao abastecimento de água desde que a concessionária Águas de Pará de Minas se tornou a responsável pelo serviço na cidade em abril de 2015. Em períodos de seca então, a situação se agrava em muitos municípios, mas não é a realidade desde que a nova empresa assumiu o serviço que antes era prestado pela Copasa.

Atualmente, cidades de pelo menos cinco estados brasileiros adotaram o racionamento de água devido à crise hídrica enfrentada.

Diante de tantas notícias de racionamento, os paraminenses ficam temerosos em passar pela situação como aconteceu em 2013 e 2014, época em que a Copasa operava no município sem realizar os investimentos necessários para evitar o sofrimento da população devido a falta d’água. Sobre o assunto, o Portal GRNEWS buscou informações junto a concessionária responsável pelo abastecimento de água na cidade. De acordo com o superintendente da Águas de Pará de Minas Rodrigo Assad Macool, não há riscos de racionamento na cidade. Mas ele ainda deixa claro que mesmo sem riscos de desabastecimento, a população deve continuar colaborando, sem desperdícios:


Rodrigo Assad Macool

rodrigoamriscoabastec1

A concessionária tem acompanhado as informações sobre a recuperação do Paraopeba, mas não há previsão de quando as águas do rio poderão ser utilizadas novamente:

Rodrigo Assad Macool
rodrigoamriscoabastec2

Quanto a possíveis aumentos no valor da conta de água, Rodrigo Assad Macool ressalta que não há previsão de reajustes:

Rodrigo Assad Macool
rodrigoamriscoabastec3

Para ter o reajuste na conta de água, a Agência Reguladora dos Serviços Públicos de Abastecimento de Água Potável e Esgotamento Sanitário de Pará de Minas (ARSAP), que regula e fiscaliza os serviços prestados, avalia o pedido da concessionária e autoriza ou não o aumento. No ano passado, como mostrado pelo Portal GRNEWS, houve reajuste de 7,125%.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!