Primeira prefeita da história de Pitangui promete mudanças em 100 dias de gestão

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Vila do Ouro de Minas Gerais completa em junho deste ano 306 anos de fundação. Pitangui, sétima vila do ouro das Minas Gerais, foi o berço do Centro-oeste mineiro, sendo criados somente anos mais tarde municípios como Divinópolis, Itaúna, Pompéu, Abaeté e Pará de Minas.

Nestes três séculos de histórias, foi eleita no ano passado a primeira prefeita de Pitangui. Com longo histórico na política, Maria Lúcia Cardoso (MDB) se elegeu com 53,90% dos votos, o que representa 8.733 eleitores que a apoiaram. A prefeita foi deputada federal por dois mandatos; Secretária de Estado do Trabalho, da Assistência Social, da Criança e do Adolescente na administração de Itamar Franco; é professora e empresária.


Agora tem um novo desafio pela frente. Aos 62 anos, Maria Lúcia Cardoso está com pique total para fazer mudanças em Pitangui, cidade inclusive que sempre apoia o ex-marido da prefeita, o ex-governador Newton Cardoso. Algumas obras e projetos já estão em andamento:

Maria Lúcia Cardoso
marialuciacarpita1

A prefeita é bem ativa nas redes sociais. Tem mostrado o dia a dia na prefeitura e pede ajuda da população, para contar o que precisa e quais as demandas da cidade.

Recentemente postou um vídeo que viralizou, onde mostra a situação de algumas obras inauguradas pela gestão passada, mas que não foram terminadas. E isto é um problema recorrente, segundo ela:

Maria Lúcia Cardoso
marialuciacarpita2

Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Pitangui mostram que a cidade tem 2.428 casos notificados de COVID-19 desde o início da pandemia, 719 foram confirmados e 14 mortes registradas em decorrência do novo coronavírus.

Para Maria Lúcia Cardoso a situação será resolvida somente quando boa parte da população for vacinada:

Maria Lúcia Cardoso
marialuciacarpita3

E Pitangui sai na frente de municípios da região, maiores e mais desenvolvidas. Iniciou nesta semana um cadastro para profissionais que atuam em clínicas médicas, odontológicas e veterinárias; cuidadores de idosos; proprietários e funcionários de farmácias; fisioterapeutas; e outros profissionais de saúde. Eles serão incluídos nas primeiras fases da campanha de imunização contra a COVID-19.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!