Prorrogada vacinação contra o sarampo e Pará de Minas não atingiu meta de imunizar 40 mil pessoas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O sarampo é uma doença infecciosa grave que pode levar à morte se não tratada corretamente. A única forma de prevenção é a vacina e por isso ela está disponível gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Mas para que todos sejam imunizados, o Ministério da Saúde lançou e a Secretaria de Estado de Saúde (SES) realiza até o dia 31 de agosto a 4ª Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Isso ocorreu porque apenas 4,2% do público-alvo foi imunizado conforme publicado pelo Portal GRNEWS.

Devido a baixa adesão, a campanha foi prorrogada e tem como público-alvo pessoas de 20 a 49 anos de idade, mesmo que já tenham sido imunizada.

O sarampo voltou a circular no país há alguns anos devido as viagens internacionais e a baixa imunização da população brasileira. Somente nos quatro primeiros meses de 2020, Minas Gerais registrou segundo a SES, 169 casos da doença em 58 municípios

A coordenadora de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Érica Regina da Silva, destaca a importância da vacina especialmente para o público alvo:

Érica Regina da Silva
ericaregisar1


Segundo ela, o sarampo é transmitido facilmente e os sintomas podem ser confundidos com outras doenças. Além disso, as sequelas são pra vida inteira:

Érica Regina da Silva
ericaregisar2

A vacina contra o sarampo é encontrada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e também na Policlínica Nossa Senhora da Piedade. Além disso, a equipe de imunização tem feito a vacinação em empresas e praças, para que todos podem ser vacinados e não tenham desculpa que não tiveram tempo durante a semana. A programação do próximo sábado, 25 de julho, ainda está em fase de finalização.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!