COVID-19: Pitangui confirma 95 casos e define novas medidas para conter a propagação do coronavírus

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

No final de junho a cidade de Pitangui, distante 40 quilômetros de Pará de Minas, registrou um surto de COVID-19. No presídio da cidade, 66 detentos e quatro servidores foram diagnosticados com a doença. Desde então um novo decreto foi publicado fechando o comércio e criando barreiras sanitárias na cidade.

Depois do surto os números continuam aumentando. Ultimo boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura mostra que são 309 notificações até o dia 13 de julho, sendo 95 casos confirmados, 23 descartados, 190 continuam suspeitos e um óbito descartado.

Do total de suspeitos, 75 já deixaram o isolamento domiciliar e outros 115 ainda permanecem em casa sendo acompanhados pelas equipes de saúde da cidade. Dos casos confirmados, 12 ainda estão em isolamento domiciliar, um permanece hospitalizado e 11 já se recuperaram de todos os sintomas da doença. Do surto registrado, 69 já se recuperaram do novo coronavírus.

O Portal GRNEWS conversou com o prefeito de Pitangui Marcílio Valadares (PSDB). Ele afirma que todos os esforços têm sido feitos para conter a doença no município e evitar a propagação do vírus:

Marcílio Valadares
marciliovalcovid1


Outra medida realizada é a desinfecção das ruas e locais onde há maior aglomeração de pessoas. Além disso, o Município investiu em kits de tratamento precoce:

Marcílio Valadares
marciliovalcovid2

A prefeitura centra esforços agora na aquisição de equipamentos para montar um Centro de Tratamento Intensivo (CTI) seja na Santa Casa de Misericórdia de Pitangui ou na Policlínica Municipal, inaugurada em julho do ano passado:

Marcílio Valadares
marciliovalcovid3

O médico citado por Marcílio Valadares na entrevista é João Bosco Chaves, que atuava na linha de frente da Santa Casa no enfrentamento ao novo coronavírus. O médico era muito querido por todos de Pitangui e uma grande homenagem foi feita a ele durante o velório e enterro na tarde de segunda-feira, 13 de julho. Segundo apurado pelo Portal GRNEWS, a esposa do médico continua internada em Belo Horizonte, também com suspeitas da doença.

A Prefeitura decretou luto oficial de três dias em sinal de pesar pelo falecimento do médico e citou seus “relevantes serviços prestados no âmbito da medicina à todos os munícipes de Pitangui e região”.

A Prefeitura disse também que “deverão ser prestadas todas as honras fúnebres, sendo que os pavilhões nacional, estadual e municipal deverão ser hasteados à meia-verga, em todos os estabelecimentos públicos municipais”.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!