Rio Paraopeba está contaminado e Águas de Pará de Minas confirma suspensão de captação em Córrego do Barro

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Após o Governo de Minas emitir uma nota oficial na manhã desta quinta-feira (31) confirmando que a água do rio Paraopeba  está contaminada, o nível de alerta quanto ao abastecimento de água nas cidades que dependem daquele manancial aumentou. No boletim consta níveis de concentração de metais pesados como chumbo e mercúrio 20 vezes acima do permitido, decorrentes do rompimento da barragem de rejeitos da Mina do Feijão, operada pela mineradora Vale.

Para evitar possíveis contaminações no abastecimento na cidade, a concessionária Águas de Pará de Minas suspendeu a captação de água bruta do rio, e abastece a cidade apenas com os mananciais próprios e poços artesianos. A empresa também emitiu uma nota com as informações:

Na nota, a Águas de Pará de Minas informa que desde a noite do dia 29 de janeiro não está utilizando a captação de água bruta do Sistema de Abastecimento Paraopeba, no distrito de Córrego do Barro, em Pará de Minas.

A concessionária está fazendo captações no ribeirão Paciência e córrego dos Paivas, além de poços profundos, mantendo a normalidade do abastecimento para a população.

A Águas de Pará de Minas continua monitorando de forma intensa os padrões de qualidade da água. A concessionária informa ainda que não realizará captação no rio Paraopeba até que haja uma recomendação oficial dos órgãos de controle competentes de que o manancial está apto para captação, tratamento e distribuição da água.

A concessionária reforça a orientação para que a população evite o desperdício e utilize água de forma consciente e ressalta que está à disposição para esclarecimentos pelo 0800 737 0422.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!