Conselho de Saúde apura denúncias e decide criar comissão para avaliar trabalho na UPA 24 horas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


No último dia 7 de agosto foi realizada uma reunião entre os membros do Conselho Municipal de Saúde, representantes do Sindicato dos Enfermeiros de Minas Gerais (SEEMG) e diretores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Na ocasião, o encontro foi realizado na Casa dos Conselhos e contou com a presença do secretário municipal de Saúde, Paulo Duarte. Foram apresentadas denúncias de enfermeiros que trabalham na UPA 24 horas.


Os profissionais procuraram o SEEMG para denunciar abusos da direção da unidade e relataram até mesmo casos de assédio moral. Foi apresentado um documento questionando a estrutura física e o tratamento dado aos trabalhadores.

Também foram ouvidas as alegações dos responsáveis pela UPA de Pará de Minas. Na noite desta quarta-feira, 30 de agosto, foi realizada mais uma reunião na Casa dos Conselhos.


Desta vez foi ouvida a versão apresentada pelos representantes sindicais dos enfermeiros. De acordo com Flávio Medina Neto, presidente do Conselho Municipal de Saúde, o resultado foi a criação de uma comissão para avaliar o trabalho desenvolvido na UPA 24 horas envolvendo servidores e como a população está sendo atendida:


Flávio Medina Neto
saudeupaflaviomedina

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal (SITRASERP), Tânia Valeriano Chaves Leite, gostou da reunião e muitos fatos foram elucidados, principalmente pelo secretário Paulo Duarte. Entretanto, ela acredita que ainda não está muito claro a proposta de trabalho para o laboratório da UPA 24 horas:

Tânia Valeriano Chaves Leite
saudeupatania


A sindicalista disse ainda que em seu entendimento não houve assédio moral na UPA 24 horas, o sindicato não recebeu denúncia neste sentido. Argumentou que o secretário queria fazer mudanças e os servidores não aceitaram com base na legislação:

Tânia Valeriano Chaves Leite
saudeupatania1

O secretário municipal de Saúde, Paulo Duarte, comentou as queixas de sobrecarga de trabalho por parte dos servidores. Afirmou que não tem ninguém sobrecarregado e o problema está na compreensão nas mudanças rápidas que ocorreram com a extinção do Pronto Atendimento Municipal e a inauguração da UPA 24 horas:

Paulo Duarte
saudeupapauloduarte1

Ele disse ainda que o laboratório da Policlínica Nossa Senhora da Piedade foi extinto até como medida para conter custos e a demanda de exames está sendo atendida na UPA 24 horas:


Paulo Duarte
saudeupapauloduarte2

Paulo Duarte acrescentou que os servidores precisam entender que eles não trabalham em um setor específico mais. Com as mudanças o processo foi unificado e tem apenas um laboratório atendendo a população dia e noite na UPA 24 horas:

Paulo Duarte
saudeupapauloduarte3

Destacou também que além dos exames realizados no laboratório da UPA 24 horas o município mantém contratos com vários outros laboratórios para a realização de outros tipos de exames:

Paulo Duarte
saudeupapauloduarte4

O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Flávio Medina Neto, afirmou que a comissão especial criada para avaliar a atuação dos servidores, a gestão e o atendimento na UPA 24 horas, tem prazo até dia 20 de setembro para levantar os dados e apresentar um relatório aos conselheiros de saúde.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!