Comboio escoltado pela Polícia Militar trará combustível e gás de cozinha para Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Proprietários de postos de combustíveis e de depósitos de gás participaram de uma reunião no quartel da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar de Pará de Minas na manhã desta quarta-feira, 30 de maio.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O grupo de empresários solicitou a escolta de equipes da PM para o transporte dos produtos para a cidade. O objetivo é evitar que os veículos fiquem presos em barreiras montadas por manifestantes nas rodovias.


Esta operação já foi feita para empresas de Divinópolis, onde também o desabastecimento já provoca sérios prejuízos. Várias carretas escoltadas chegaram ao município com combustíveis e outros produtos.

Um posto na avenida Professor Melo Cançado já tinha combustíveis e os donos de veículos enfrentaram uma fila que chegou até a avenida Ovídio de Abreu. A cena impressionava quem passava pelo local.

De acordo com Alessandro Melgaço, proprietário de um posto em Pará de Minas, foi organizado um comboio escoltado para transportar combustíveis e gás de cozinha para atender a demanda dos paraminenses ainda nesta quarta-feira (30):


Alessandro Melgaço
escoltadecombustiveisalessandromelgaco

Elvis Luiz de Morais, representante de um posto em Martinho Campos, revela que na cidade vizinha, o desabastecimento é total. Os proprietários de veículos já formaram longas filas e aguardam a chegada dos combustíveis:


Elvis Luiz de Morais
escoltadecombustiveiselvisluizdemorais

De acordo com o tenente Wallace Vieira, representante da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar de Pará de Minas, serão adotados critérios para venda dos combustíveis visando atender a população da melhor forma possível:


Tenente Wallace Vieira
escoltadecombustiveistenentewallacevieira

O Procon Municipal emitiu uma nota para esclarecer que está proibida a venda de combustíveis em galões de água mineral, garras pet e outros recipientes semelhantes. Os postos foram orientados a limitar o abastecimento para carros a R$100,00 e para motos a R$30,00.

Vale ressaltar que nenhum estabelecimento deverá subir ainda mais o preço dos combustíveis, o que configura reajuste abusivo e injustificado. Os postos que praticarem este crime poderão ser autuados. O consumidor deve denunciar.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE