Casos de covid-19 aumentam e Comitê deve se reunir para avaliar flexibilização em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A letalidade da COVID-19 em Pará de Minas está em 2,07%, enquanto em Minas Gerais é de 2,4%. É o que mostra dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) que analisa diariamente e apresenta os resultados a cada semana.

Os números do novo coronavírus continuam aumentando na cidade e a flexibilização pelo visto fez a população acreditar que a pandemia já foi embora. Mas não é isso que aconteceu e pelo menos por enquanto é preciso manter os cuidados de prevenção e estar precavido em todas as situações.

Pará de Minas tem nesta sexta-feira, 27 de novembro, 933 casos confirmados e 25 mortes em decorrência da COVID-19, números que aumentam a cada dia e preocupam. Somente em 24 horas foram registrados 13 novos casos e um óbito.

Dos casos confirmados na cidade, a maioria, sendo 13,6%, é de homens com idade entre 30 e 39 anos. Em relação às mulheres, a faixa etária com maior número de casos está também entre 30 e 39 anos, com 11,7%.

O maior pico de casos confirmados desde o início da pandemia em Pará de Minas é neste mês de novembro, segundo apresentado pela SES. Já o Ministério da Saúde aponta que a média móvel dos últimos 14 dias na cidade é 8,9 casos.

Quanto aos leitos, após a desabilitação de 10 deles, conforme publicado pelo Portal GRNEWS, atualmente 20 estão ativos no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), instituição que atende não só os moradores de Pará de Minas como também é referência para alguns municípios da região. Dos 20 habilitados, 10 são exclusivos para tratamento de pacientes diagnosticados com COVID-19.

Conforme apurado pelo Portal GRNEWS, 17 estão ocupados atualmente, sendo que sete por pacientes confirmados ou com suspeita de terem contraído o novo coronavírus. Estatisticamente, 56,6% dos leitos estão ocupados.

Ainda sobre os leitos o Portal GRNEWS apurou que desde 27 de março o Ministério da Saúde já repassou ao município R$ 2.880.000,00 apenas para manter os 20 leitos disponíveis para tratamento de COVID-19.

Já em relação aos repasses federais, o orçamento total para Pará de Minas, segundo o Ministério da Saúde para todo o ano de 2020, era de R$ 48.751.714,95. Deste valor total, R$ 33.351.071,38 para os serviços de rotina e outros R$ 15.400.643,57 exclusivos para direcionamento ao enfrentamento e tratamento de pacientes com o novo coronavírus. Este valor representa 31,6% do orçamento total da Saúde do município.

Sobre o distanciamento e isolamento neste mês em Pará de Minas, a SES analisou e percebeu que 34,60% dos paraminenses se mantiveram isolados, sendo que a média no Brasil é de 42,13%. A cidade só perde na região para Igaratinga que teve 33,49% de distanciamento, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde.

Pará de Minas está na Onda Verde no plano Minas Consciente mas devido a quantidade de casos novos confirmados diariamente esta fase pode mudar. O Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde da Covid-19 deve se reunir na segunda-feira, 30 de novembro, para avaliar os números e decidir se regride no plano estadual, já que a microrregião está na Onda Verde mas a macrorregião na Amarela, que fecha certos setores do comércio.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!