Situação vai de mal a pior e Antônio Júlio diz que não quer nem pensar em fechar serviços de saúde

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

pa_prontoatendimento_ambulancia_entrada
A situação do Sistema Único de Saúde (SUS) está ficando cada vez mais delicada a cada dia que passa. A maioria da população precisa do atendimento médico através do serviço público e está passando por maus momentos.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Em alguns municípios de Minas Gerais, inclusive com grande arrecadação, como é o caso de Betim, foram fechadas algumas unidades básicas de saúde. Os hospitais também sofrem a duras penas para garantir a assistência.

A crise instalada na saúde vem preocupando os gestores públicos, principalmente os prefeitos. Os repasses dos governos estadual e federal vêm diminuindo drasticamente e os municípios estão com grandes dificuldades.

jessica_maria_pereira140616
Em Pará de Minas o Pronto Atendimento Municipal José Porfírio de Oliveira (P.A.) vem internando temporariamente alguns pacientes devido a falta de vagas no SUS Fácil. Em muitos casos a pessoa é obrigada a aguardar a internação em hospitais de outras cidades. Por esta razão, a Secretaria Municipal de Saúde até contratou uma médica para cuidar somente dos pacientes que ficam em observação por vários dias.

O prefeito Antônio Júlio de Faria explica que vem sacrificando outros setores da administração pública para conseguir manter os serviços de saúde. Porém, ele afirma categoricamente que não sabe até quando a atual situação será mantida se em Brasília não houver grandes mudanças:

Antônio Júlio de Faria
crisesaudeajf1

Sobre o fechamento de serviços públicos de saúde, o chefe do Poder Executivo Municipal assegura que essa medida drástica não está nos planos. Ele disse que nem pensar nessa possibilidade e espera que isso não ocorra:

antonio_julio_de_faria170616
Antônio Júlio de Faria
crisesaudeajf2

O gestor público ressalta que o governo federal está indo de mal a pior e como consequência os repasses de verbas estão caindo consideravelmente. Para ele, o atual Presidente da República precisa rever os investimentos para a saúde:

Antônio Júlio de Faria
crisesaudeajf3

A União também está com sérios problemas financeiros devido à queda na arrecadação, redução da atividade econômica e os desvios de bilhões de reais pelos ralos da corrupção. A crise política também contribui para o caos.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!