Pará de Minas fecha 2019 com saldo positivo de empregos; veja quais profissões abriram mais vagas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) é vinculado à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, e monitora todas as admissões e desligamentos em todas as cidades do Brasil. Mensalmente é divulgado o balanço do emprego no país e o Município de Pará de Minas encerrou 2019 com saldo positivo.

Conforme dados do CAGED, o município tem 5.058 estabelecimentos e estes, admitiram 10.419 pessoas em 2019, desligando outras 9.591, o que representa 47,93% do número de empregados formais.

A profissão de motorista de caminhão com rotas regionais e internacionais foi o que teve maior número de novas admissões na cidade, com 109 novas vagas preenchidas. Em segundo lugar, foi servente de obras que contratou 96 pessoas a mais.

Mais 88 trabalhadores foram contratados para atuarem como auxiliares de escritório em geral, e 74 novos operadores de caixa tem agora carteira assinada. O cargo de vendedor de comércio varejista ficou em quinto lugar no número de contratações em Pará de Minas, abrindo 69 novos postos de trabalho. Depois vem faxineiro, atendente de lojas, magarefe e trabalhador da suinocultura.

Já as profissões com maior número de desligamentos foram alimentador de linha de produção, onde 50 pessoas foram demitidas; trabalhador de tratamento do leite e fabricação de laticínios, com 41 postos de trabalho a menos; inspetor de qualidade, com 39 vagas perdidas e pedreiro, que admitiu 126 pessoas em 2019 e demitiu 164 trabalhadores.

Entre os cargos com mais desligamentos que admissões estão também cozinheiro geral, assistente e gerente administrativo, trabalhador da avicultura de corte, gerente de loja e supermercado e supervisor administrativo.

Os números de Minas Gerais também são favoráveis. O estado registrou 15.801 postos de trabalho a mais que em 2018, o que representa uma evolução de 19,28% no número de vagas. Em Minas as maiores admissões foram no setor da construção civil, indústria extrativa mineral e serviço.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!