Após acordo com Promotoria de Meio Ambiente, Copasa vai ressarcir paraminenses em fevereiro de 2020

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Uma notícia publicada pelo Portal GRNEWS no dia 7 de novembro deixou os paraminenses felizes. Após pagar 40% a mais de taxa de esgoto para a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) por dois anos e cinco meses, a concessionária terá que ressarcir os consumidores pela cobrança indevida.

Como o Portal GRNEWS explicou, em setembro de 2012, a Copasa sem autorização da Prefeitura ou da Câmara, aumentou o valor da tarifa de esgoto. Os 34.562 consumidores passaram então a pagar pelo tratamento de esgoto 90% do valor que pagavam pelo tratamento e abastecimento de água.

À época o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), representado pela Promotoria de Justiça de Meio Ambiente da Comarca de Pará de Minas, impetrou uma ação civil pública para que a Copasa não cobrasse mais este valor, retrocedendo aos 50% cobrados anteriormente.

A empresa conseguiu liminar autorizando a cobrança e até a saída, em abril de 2015, os paraminenses tiveram que pagar o valor.

Mas em setembro deste ano uma boa notícia. A Copasa terá que ressarcir todos os consumidores. Uma nova reunião foi realizada recentemente e há novidades no caso, como explica o promotor Delano Azevedo Rodrigues:

Delano Azevedo Rodrigues
delanoazevedonovicopasa1


No acordo firmado o posto de atendimento da Copasa deverá ser montado até fevereiro de 2020, quando serão apresentados aos consumidores os valores devidos. Estando tudo certo, tem início a etapa de pagamento:

Delano Azevedo Rodrigues
delanoazevedonovicopasa2

O posto de atendimento da Copasa será instalado na sede da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Pará de Minas (AEAPAM), na Rua Sacramento, 356, Centro.

Quem não tem o comprovante das contas pagas entre setembro de 2012 e abril de 2015 pode visualizá-las AQUI.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!