Novo sistema de visitas no HNSC gera reclamações; interventor reafirma que prioridade é o bem estar dos pacientes

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


O Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) ao longo de décadas manteve um sistema em que os familiares e amigos pegavam o crachá na portaria e faziam o rodízio de visitas no horário determinado. Desta forma todas as pessoas podiam ver o parente ou amigo que estava em tratamento.

No mês de setembro a intervenção da instituição de saúde decidiu limitar o número de visitantes aos pacientes, bem como os horários. O objetivo é contribuir com a recuperação de quem está internado.

Como toda mudança enfrenta resistência, neste caso não foi diferente. Algumas pessoas reclamaram da dificuldade de entrar no HNSC para ver o estado de saúde do familiar.

Durante uso da tribuna livre da Câmara Municipal, o vereador Nilton Reis Lopes (MBD), questionou a limitação implantada no HNSC porque algumas famílias têm muitos membros que precisam visitar os parentes internados:


Nilton Reis Lopes
visitashnscniltonreislopes1

Ele ressalta que é preciso adotar outro critério para as normas de visitação no único hospital de Pará de Minas. É preciso analisar com cautela cada caso e obviamente seguir as orientações do serviço médico:

Nilton Reis Lopes
visitashnscniltonreislopes2

Clelton de Faria Pacheco, interventor do HNSC, reafirmou a reportagem do Portal GRNEWS, que muitos pacientes internados reclamaram do tumulto provocado pelo excesso de visitantes dentro dos quartos. Foram constatados abusos por parte dos familiares e amigos:


Clelton de Faria Pacheco
visitashnsccleltonfariapacheco1

Outro fator importante a ser levado em consideração é o combate à infecção hospitalar. Muitos visitantes não respeitam as normas e sentam nos leitos dos pacientes, o que aumenta o risco de infecção dentro da instituição:

Clelton de Faria Pacheco
visitashnsccleltonfariapacheco2

Orienta que as famílias maiores devem se programar para visitar os parentes que estiverem internados. É importante esta organização visando a recuperação dos pacientes e esta é a prioridade da direção do HNSC:

Clelton de Faria Pacheco
visitashnsccleltonfariapacheco3

Além de não sentar em leitos, os visitantes devem sempre lavar bem as mãos com água e sabão e passar álcool gel na entrada e na saída. Essa medida é a mais importante para evitar infecções hospitalares.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!