Obras em novas rotatórias complicam trânsito na Presidente Vargas e motoristas precisam redobrar a atenção

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O ano de 2019 começou com obras em Pará de Minas. A Avenida Presidente Vargas, uma das mais movimentadas da cidade, está sendo revitalizada após a Prefeitura conseguir junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) um empréstimo no valor de R$3 milhões.

A obra vai contemplar toda a avenida e trará mudanças significativas. Serão 12 novos pontos de ônibus sustentáveis com uso de energia fotovoltaica, 117 lixeiras instaladas, bancos de concreto, dois bebedouros e rampas de acessibilidade.

Na atual etapa, os trabalhadores refazem todo o canteiro central. O antigo meio fio foi retirado e agora novos blocos são instalados. Mas a obra continua gerando polêmica. É que o paraminense está acostumado com retornos em vários pontos da avenida e com a revitalização isso vai acabar.

No projeto não consta nenhum retorno e três novas rotatórias, uma em frente ao estacionamento da Escola Estadual Fernando Otávio; outra entre o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER) e a Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e uma rotatório na confluência das avenida com as ruas Úmbria e Dr. Celso Charuri.

Quanto às rotatórias e o fim dos retornos, muita polêmica. Em horários de pico, como ao meio dia, fim de expediente e saída de estudantes das escolas, alguns pontos ficam intransitáveis, como o retorno em frente ao estacionamento da Escola Fernando Otávio. Em frente à Câmara Municipal também há problemas.

Mas o que chama a atenção são as novas rotatórias. Como ainda estão em construção, muitos motoristas acima da velocidade permitida na Avenida quase causam graves acidentes ao conseguir parar o veículo quando estão praticamente em cima da obra.

A reportagem do Portal GRNEWS passou boa parte da manhã em alguns trechos da avenida e constatando os perigos para quem trafega fora da velocidade indicada. Em conversas com comerciantes ao longo da avenida, em apenas um trecho, nesta semana, foram quatro acidentes. Por sorte ninguém se feriu gravemente.

A boa notícia é que os paraminenses ouvidos pela reportagem são favoráveis ás obras de revitalização, mesmo que os próximos meses sejam de certa bagunça no trecho, como explica o Adão Américo:

Adão Américo
adaoamericapresvargas1

Délcio José dos Santos também é a favor da revitalização, mas acima de tudo pelo fim dos retornos que causam tantos acidentes:

Délcio José dos Santos
delciojosepresvargas1


Dois cruzamentos também serão criados com a revitalização. Um na Ponte Grande e outro na Cardeal Hugolino com a Presidente Vargas. A Praça Simão da Cunha também passará por uma revitalização completa. A previsão é que as obras sejam entregues em junho de 2020.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!