Paralisação dos caminhoneiros continua com ajuda do povo e sobras de alimentos vão para creches e escolas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


As paralisações dos caminhoneiros continuam por todo o Brasil e já chegam ao quinto dia. O prefeito da cidade de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), já decretou estado de emergência por causa dos excessos de protestos na maior cidade do país.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Está cada vez mais comprometido o fornecimento de alimentos nas Centrais de Abastecimentos (CEASA) e de outros produtos essenciais para a linha de empresas. Outro agravante é a falta de combustível nos postos.


Como tudo é transportado sobre rodas, à escassez de combustíveis provoca um efeito em cadeia. Até o transporte coletivo foi reduzido na maioria das cidades e em Pará de Minas não está sendo diferente.


O governo de Minas Gerais decretou ponto facultativo nesta sexta-feira (25). A medida foi tomada para reduzir gastos com material de expediente e combustível. Uma forma encontrada para conter os efeitos da manifestação.


Enquanto isso, os caminhoneiros continuam parados nas estradas. A reportagem do Portal GRNEWS voltou ao ponto de paralisação na MG-431, que liga Pará de Minas a São José da Varginha.


Cansada de tantos aumentos no custo de vida, a população está apoiando a paralisação dos caminhoneiros. Grupos de voluntários estão levando água e comida para os trabalhadores que estão com os veículos nas rodovias.

De acordo com o caminhoneiro Flávio Aparecido da Silva, a paralisação vai continuar porque o acordo anunciado pelo governo federal não convenceu a categoria. Segundo ele, os roubos na Petrobras não podem ser pagos pela sociedade:


Flávio Aparecido da Silva
paralisacaocaminhoneirosflaviodasilva

O caminhoneiro Nilton Xavier da Silva também afirma que a paralisação vai continuar até que uma solução seja encontrada de fato. Ele informa que na estrada tem comida para os próximos 15 dias:


Nilton Xavier da Silva
paralisacaocaminhoneirosniltonxavier

O caminhoneiro Rafael Júnior Soares Pinto informa que a sobra dos alimentos está sendo encaminhada para creches e escolas. Essa união é para mudar o Brasil e o objetivo é pressionar até que os combustíveis baixem de preço:


Rafael Júnior Soares Pinto
paralisacaocaminhoneirosrafaeljuniors


O presidente Michel Temer (MDB-SP) acionou as Forças Federais para desbloquear as rodovias fechadas por caminhoneiros. Ele classificou os trabalhadores que continuam com a greve de minoria radical.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!