Elias Diniz determina volta do Professor Apoio às salas de aula e estagiários cumprirão outras funções

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A polêmica começou no início de 2019 quando os professores que são capacitados para exercer em sala de aula a função de Professor de Apoio Escolar foram surpreendidos ao serem informados que seriam substituídos por alunos que ainda cursam Pedagogia e sequer tem a primeira graduação.

Essa decisão foi originada de parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e Faculdade de Pará de Minas (Fapam), mas não agradou nem um pouco aos profissionais que perderiam seus cargos. Muitos pais de alunos que dependem do Professor de Apoio Escolar também reclamaram que seus filhos estavam sendo prejudicados.

Os professores disseram que se preparam para a função por exigência da própria pasta da Educação, que agora abria mão seus serviços capacitados para colocar em seus lugares alunos que ainda precisam se qualificar mais para assumir o cargo de Professor de Apoio Escolar.

A novela também rendeu capítulo na Câmara Municipal de Pará de Minas onde vários vereadores se manifestaram contrários a medida adotada pelo Executivo. Um deles, Marcus Vinícius Rios Faria (MDB) chegou a dizer em plenário que essa decisão só duraria até o fim de fevereiro, pois dessa forma os professores só começariam a trabalhar após o carnaval, e o município só pagaria salários em abril rendendo alguma economia.

Ainda sobre esse tema, durante coletiva realizada no dia 11 de fevereiro com representantes da Secretaria Municipal de Educação e a Faculdade de Pará de Minas, a situação ficou ainda mais estranha devido à contradição nas falas.

De um lado a gerente de Políticas de Inclusão da Secretaria Municipal de Educação Rosane Morais disse que o cargo não precisa ser ocupado por professor e sim por Profissional de Apoio Escolar. Já o coordenador do curso de Pedagogia da Fapam Matheus de Oliveira Guimarães afirmou que seus alunos ainda estão se formando e são apenas estagiários, pois profissional na sala de aula é apenas o professor.

Na noite desta segunda-feira, 25 de fevereiro, o prefeito Elias Diniz (PSD) informou que acabou com essa novela. Com a decisão a função de Professor de Apoio Escolar será cumprida por profissionais qualificados. Já estagiários poderão atuar em outras áreas na área da Educação:


Elias Diniz
eliasapoio1

O prefeito Elias Diniz também anunciou que o salário dos servidores públicos municipais da prefeitura de Pará de Minas será creditado em suas contas na quinta-feira, 28 de fevereiro.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!