CCZ não tem estrutura para fazer atendimento clínico de animais, afirma diretor de Vigilância em Saúde

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Há anos o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) São Francisco de Assis, localizado no bairro Papa João Paulo II, presta relevantes serviços em Pará de Minas. O órgão ligado a Secretaria Municipal de Saúde ajuda no combate a doenças que acometem animais.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A Leishmaniose é uma das patologias que mais preocupam o poder público. Ela pode se transmitida do cão para o ser humano através da picada do mosquito palha. Os efeitos são terríveis e o tratamento é muito doloroso.

Por isso é importante controlar a população de cães e gatos para evitar que essa e outras doenças se transformem em epidemias. Todos os esforços são feitos para que a saúde pública seja mantida.

Mas, nos últimos tempos muitas pessoas tem questionado a forma de trabalhar do CCZ. Reclamam que procuram assistência para os animais de estimação e não conseguem.

Para explicar o funcionamento do CCZ, a reportagem do Portal GRNEWS conversou com Wander da Silva Rodrigues, diretor do Departamento de Vigilância em Saúde de Pará de Minas.

Ele disse que o atendimento continua normalizado e a lei prevê o tratamento direcionado para zoonoses – doenças que podem ser transmitidas dos animais para os humanos. Assistência clínica não pode ser prestada no CCZ:

Wander da Silva Rodrigues
wandersilva_ccz1


Pede a população para ter paciência devido às limitações de atendimento do veterinário. Ressalta que todos serão bem atendidos e as informações prestadas para que os proprietários de cães e gatos saibam agir:

Wander da Silva Rodrigues
wandersilva_ccz2

O CCZ de Pará de Minas funciona na rua Francisco Cecílio Mendonça, 685 – bairro Papa João Paulo II, atrás do Parque de Exposições Francisco Olivé Diniz. O telefone de contato é o (37) 3231-7817.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!