Pará de Minas registra 682 novos casos de Dengue, Chikungunya e Zika em 30 dias; MG tem 36.529 notificações

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Enquanto o Brasil se preocupa com medidas de prevenção e formas de conter o avanço do novo coronavírus, outras doenças crescem rapidamente no país. É o caso das transmitidas pelo Aedes aegypti. O Portal GRNEWS apurou que Minas Gerais já registrou em 2020, 35.639 casos prováveis de Dengue até o momento. Quanto aos óbitos, em 2020, dois pelo agravo foram confirmados nos municípios de Medina e Carneirinho e 17 óbitos permanecem em investigação.

Em relação à Febre Chikungunya, foram registrados até o momento 646 casos notificados. Em 2020 um óbito está em investigação no município de Campo Belo.

Já em relação à Zika, em 2020 foram registrados 244 casos prováveis, sendo 26 em gestantes.

Conforme dados que constam no boletim epidemiológico divulgado pela SES nesta terça-feira, 24 de março, Pará de Minas tem 1.413 casos notificados de Dengue, mas o número pode chegar a 1.517 devido à incidência de casos. A situação é considerada muito alta.

Cinco casos de Zika vírus foram registrados no município e estão sob investigação. Já em relação à Febre Chikungunya, são três suspeitas.

A preocupação maior das autoridades competentes é quanto aos números de casos registrados nas últimas quatro semanas. Eles vêm crescendo a cada boletim semanal e mostra que a população não está fazendo sua parte limpando quintais e acabando com os criadouros do Aedes aegypti.

Um exemplo disso é Pará de Minas que somente nas ultimas quatro semanas registrou 679 novos casos de Dengue, enquanto uma nova suspeição de Febre Chikungunya e dois novos registros de Zika vírus. A incidência continua muito alta e é preciso atenção de todos os paraminenses neste combate ao mosquito.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!