Vereadores paraminenses votam três projetos e questionam qualidade do serviço prestado pela Turi

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Os vereadores paraminenses participaram na noite desta segunda-feira, 23 de novembro, de mais uma reunião Ordinária semanal no plenário da Câmara Municipal. Vários requerimentos e sete projetos de lei entraram em votação.

O primeiro deles, de Lei Complementar nº 25/2020, dá nova redação a um dos capítulos do Plano Diretor Municipal, sendo aprovado em primeira votação por 12 votos a zero.

Já os projetos 26 e 27/2020, também de autoria do Executivo que tratam do uso e ocupação do solo e do zoneamento de vias públicas do Plano Diretor Municipal foram aprovados em duas votações por 12 votos a zero.

O projeto Lei Ordinária nº 127/2020 que autoriza o poder executivo a proceder amortização do débito atuarial junto ao Regime Próprio da Previdência Social (RPPS) mediante formalização de doação em pagamento de bem imóvel de propriedade do Município teve novamente pedido de vistas, desta vez pela Comissão de Legislação e Justiça.

Os projetos 129, 130 e 131 tiveram pedido de vistas pelo vereador Marcus Vinícius Rios Faria (MDB).

Como o presidente Marcílio Magela de Souza (MDB) foi diagnosticado com COVID-19 na semana passada, o vereador e vice-presidente Leandro Alves (PV) presidiu a reunião e classificou como tranquila e proveitosa:


Leandro Alves

leandroalmeidareuniao231120

Novamente o serviço prestado pela Turi foi questionado por alguns vereadores. Leandro Alves espera que a direção da empresa e a Prefeitura encontrem uma solução para os problemas apontados pelos usuários:

Leandro Alves
leandroalmeidareuniao2311202

A situação de Marcílio Magela de Souza foi comentada pelos vereadores durante a reunião. Segundo informado ele passa bem e não tem mais sintomas. Deve retornar aos trabalhos já na próxima reunião, no dia 30 de novembro.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!