Especialista orienta empregadores sobre pagamento do 13º salário

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Todo trabalhador com carteira assinada tem direito ao 13º salário. O bônus pago no fim do ano ajuda a pagar as contas e a comprar algo que deseja. A empresa paga a gratificação mas são descontados valores do INSS, FGTS e imposto de renda.

Normalmente o 13º salário é pago em duas parcelas, para facilitar para o empregador, que muitas das vezes, especialmente em empresas maiores, consegue controlar bem o pagamento e não limpar o caixa da empresa de uma só vez.

Mas o cálculo e o pagamento geram dúvidas e especialmente neste ano, onde foi autorizada reduções nos salários dos empregados devido à pandemia da COVID-19, a reportagem do Portal GRNEWS ouviu um contabilista que explica como deve ser paga a gratificação.


Jeferli Henrique Teixeira da Contabilidade Alliance destaca como o salário extra deve ser pago aos trabalhadores brasileiros:

Jeferli Henrique Teixeira
jeferliht131

Com a pandemia do novo coronavírus, muitos empregadores decidiram reduzir jornada e salário ou suspendeu o contrato dos trabalhadores, para evitar novas demissões. Dependendo da situação do empregado, o 13º salário pode ser proporcional aos meses trabalhados, como destaca Jeferli Henrique Teixeira:

Jeferli Henrique Teixeira
jeferliht132

As regras relacionadas ao 13º salário não foram alteradas pela reforma trabalhista e o não pagamento pode gerar ações contra a empresa.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!