Aprovado pacotão aumentando salários do prefeito, vice, secretários, vereadores e servidores municipais em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A reunião Ordinária semanal da Câmara Municipal de Pará de Minas foi realizada na noite desta segunda-feira, 22 de abril. Na pauta, dezenas de requerimentos e quatro projetos para serem votados.

O primeiro a ser votado foi o Projeto de Lei 11/2019 que autorizou o Município a celebrar o termo de associação ao Circuito Verde Trilha dos Bandeirantes. Foi aprovado por 16 votos a zero.

Também foi aprovado em duas votações o Projeto de Lei 19/2019 que autoriza o município a promover abertura de crédito especial para arcar com as despesas de repasse de subvenção ao Instituto Coronel Benjamim Ferreira Guimarães, o Patronato.

Já o Projeto de Lei 25/2019 autoriza o Poder Executivo a promover revisão geral do vencimento dos servidores públicos municipais. O reajuste de 4,1% dos trabalhadores do serviço municipal foi aprovado por 16 votos à zero.

O Artigo 2º do projeto também tratava do reajuste de 3,43% para o prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. A matéria foi aprovada por 11 votos a cinco.

O Projeto de Lei 26/2019 concede reajuste salarial aos vereadores de 3,43%. Foi aprovado por 12 votos a quatro. Votaram contrários os vereadores Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB), Marcos Aurélio dos Santos (DEM), Rodrigo Varela Franco (PSD) e Carlos Roberto Lázaro (PSC).

O vereador Rodrigo Varela anunciou ainda que nesta terça-feira (23) fará um documento renunciando ao reajuste em seu salário.

Ainda durante a reunião, Marcos Aurélio dos Santos usou a tribuna para tratar de um assunto polêmico. Em fevereiro deste ano, os vereadores votaram favoráveis a um projeto de desafetação de parte da Rua Dona Zezé Marinho, localizada no bairro Belvedere para alienação do lote ao Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Pará de Minas (Paraprev) para que construísse sua sede própria.

À época o vereador aprovou o projeto, pois acreditava que seria uma doação ao Paraprev. Porém, ele foi surpreendido com um projeto de lei que chegou nesta segunda-feira (22) à Câmara Municipal solicitando uma abertura de crédito de R$ 800 mil para que o Instituto compre o imóvel da prefeitura de Pará de Minas.

Ele já adiantou que votará contrário ao projeto e inclusive deu sugestões ao presidente do Paraprev para que compre salas já construídas e instale neste local o Instituto:


Marcos Aurélio dos Santos
marcosaurelio_paraprev

O vereador Marcus Vinícius Rios Faria (PSDB) também comentou o assunto. Sugeriu que o Instituto Paraprev, que tem o dinheiro em caixa, compre o imóvel onde está instalado há quase dez anos:


Marcus Vinícius Rios Faria
marcusvinicius_parapre

Mesmo sem ser colocado em votação outro vereador garantiu voto contrário ao projeto. Leandro Almeida Ferreira (PV) também espera que o Instituto compre um imóvel já com a sede pronta:


Leandro Almeida Ferreira
leandro_alves_paraprev

O Paraprev funciona há quase 10 anos na Rua Major Fidélis, 80, Centro de Pará de Minas. São cinco funcionários no Instituto e segundo informações apuradas pela reportagem do Portal GRNEWS o imóvel comporta tranquilamente o funcionamento do órgão.

No Projeto de Lei 24/2019 protocolado nesta segunda-feira (22) na Câmara Municipal que trata do assunto, consta que o lote localizado próximo à Avenida Professor Mello Cançado, bairro Belvedere, foi avaliado em R$ 650 mil. A abertura de crédito de R$ 800 mil solicitada pelo Executivo Municipal é para compra do lote e obras de construção da sede.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!