Casos de COVID-19 disparam em Pará de Minas, prefeitura defende prevenção e comitê não se manifesta

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Governo de Minas Gerais vem monitorando o estado desde o início da pandemia em relação ao número de casos do novo coronavírus. Desde que implantado no Estado o plano Minas Consciente, semanalmente é feita uma análise que leva em consideração vários fatores que determinam em qual onda cada região ou município se enquadra.

Nos últimos meses a cada semana um estudo é apresentado e é este resultado que define o que abre e o que fecha nos municípios mineiros para tentar controlar a propagação do novo coronavírus.

No último relatório apresentado, Pará de Minas se enquadra como Onda Verde pela macrorregião do estado, e na Onda Amarela como microrregião, da qual é sede.

Nesta semana também aumentou consideravelmente o número de novos casos suspeitos e confirmados na cidade, o que está preocupado aqueles paraminenses que seguem as recomendações das autoridades sanitárias e tentam se manter distantes e isolados o máximo possível. Somente nesta sexta, 20 de novembro, são 50 novos registros suspeitos e 10 casos confirmados nas últimas 24 horas.

O Portal GRNEWS tem recebido diversas manifestações de paraminenses preocupados com a situação e perguntam, entre outras coisas, o motivo do município ter optado por permanecer na Onda Verde com esta crescente de casos, já que a microrregião está na Onda Amarela.

A reportagem levou o questionamento até o procurador-geral do Município Hernando Fernandes da Silva que explica a situação. Sobre o número crescente de paraminenses que testaram positivo para o novo coronavírus, ele acredita que muitos ainda não acreditam na doença ou não tomam os devidos cuidados. Ressalta mais uma vez que a pandemia não acabou e cada um precisa fazer sua parte:


Hernando Fernandes da Silva

hernandofernandes20111

Quanto a seguir a Onda Verde da macro e não a Onda Amarela da micro, Hernandes Fernandes da Silva, mesmo com o aumento preocupante no número de casos, afirma que no momento a Onda Verde é a fase mais adequada para o Município. Mas que não impede o Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde da Covid-19 se reunir e definir por outra fase do plano:

Hernando Fernandes da Silva
hernandofernandes20112

Nesta situação em que o município está enquadrado na Onda Verde na macrorregião e na Onda Amarela da microrregião, o mais sensato, considerando o aumento do número de casos de Covid-19 em Pará de Minas, seria um posicionamento do Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde da Covid-19, mas até esta publicação não havia sinalização de reunião dos integrantes. Ao que parece a prefeitura seguirá tomando as decisões e o comitê segue sem se manifestar.

O governo de Minas Gerais divulga as análises semanais às quintas-feiras para que os municípios se adequem a partir do sábado seguinte.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!