Vereador cobra limpeza de ruas do bairro Nossa Senhora das Graças

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O mato alto toma conta de muitas ruas em Pará de Minas e se transformou em motivo de reclamações por parte de moradores de todas as regiões do município.

As equipes de limpeza da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura tentam acelerar o processo, mas está difícil manter as ruas limpas neste período chuvoso que favorece o crescimento rápido da vegetação.

A demora na limpeza também está relacionada ao período chuvoso que inviabiliza o trabalho das equipes responsáveis por este serviço. Enquanto as chuvas não cessarem, o trabalho continuará sofrendo atrasos.

Um dos pedidos de limpeza de ruas foi feito pelo vereador Carlos Roberto Lázaro (PSC). Ele apresentou requerimento solicitando que o trabalho seja realizado no bairro Nossa Senhora das Graças, principalmente em vias próximas ao Estádio Edson Campolina Pontes, o Campo do Rio Branco:


Carlos Roberto Lázaro
carloslzarolimpeza1

As queixas de outros moradores continuam e a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura diz que está inserindo todos os pedidos de limpeza de ruas em seu cronograma, mas salienta que o trabalho só será intensificado após o período chuvoso.

Outra reclamação que também depende da estiagem é o trabalho de manutenção na estrada de acesso a escola da comunidade de Aparição, na zona rural. Moradores reclamam que um trecho de aproximadamente 200 metros está intransitável. Inclusive, ônibus e vans do transporte escolar não conseguem passar e o resultado disso é que os estudantes já perderam vários dias de aula devido à precariedade da via.

A contradição nisso tudo é que a maioria da população de Pará de Minas está torcendo para que as chuvas continuem para que o Ribeirão Paciência e o Córrego dos Paivas tenham água suficiente para captar e abastecer a população paraminense. É certo que em tempos de estiagem, o racionamento de água será retomado no município. Esse problema foi causado pela tragédia da Vale em Brumadinho, cujos rejeitos da barragem que rompeu contaminou o Rio Paraopeba, impedindo a captação no distrito de Córrego do Barro.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!