Resultado do LIRAa confirma aumento do índice de infestação do Aedes aegytpi em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Desde 2013 o Ministério da Saúde implantou em todo o país o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegytpi (LIRAa). A cada três meses, em média, os agentes de combate a endemias dos municípios visitam imóveis selecionados através de um programa e colhem amostras que são analisados pelos técnicos.

Um relatório é produzido com os resultados deste levantamento e a partir daí os municípios conseguem traçar estratégias para combater o mosquito transmissor da Dengue, Febre Chikungunya e Zika vírus.

Em Pará de Minas, entre os dias 14 e 18 de outubro, foi realizada mais uma edição do LIRAa. Cerca de 1.800 imóveis foram visitados. A reportagem do Portal GRNEWS teve acesso ao resultado no fim da tarde desta sexta-feira (18).

O município obteve resultado de 1,4, o que o classifica como médio risco. Este índice de infestação é 0.9% maior que o anterior que havia registrado 0,5%. O Ministério da Saúde preconiza que o índice esteja abaixo de 1% para evitar problemas especialmente após o período chuvoso, que é quando a água se acumulou e as fêmeas botaram os ovos, que se tornam larvas e em seguida, o mosquito transmissor das doenças.

A partir deste resultado, o setor de Combate a Endemias de Pará de Minas pode intensificar ações nos bairros com maior índice. Os mutirões realizados desde o início do ano fizeram com que os números baixassem, porém é de extrema importância que a população continue ajudando, não deixando possíveis criadouros do mosquito nos quintais.

Ainda sobre a Dengue, o município notificou dois casos recentemente. Um entre os dias 22 e 28 de setembro, e outro na semana que compreendeu os dias 29 de setembro e 5 de outubro.

Sobre o LIRAa, este é o quarto levantamento realizado neste ano. O primeiro, em janeiro, mostrou resultado de 2,4, que permaneceu nas análises feitas em maio. Após viver a quarta epidemia de Dengue, o município pôde respirar mais aliviado em agosto. Após novo levantamento, o índice ficou em 0,5%.

A reportagem do Portal GRNEWS  também apurou que os bairros com mais focos do mosquito são Vila Raquel, Dona Tunica, São Cristóvão, São Luiz e Santo Antônio. Os agentes encontraram larvas principalmente nos vasos de plantas, ralinhos de banheiro e caixas de degelo das geladeiras. Tudo isso pode ser evitado se o morador tirar dez minutos na semana para fazer uma vistoria em casa.

Mas é agora que as autoridades estão preocupadas. Com o período chuvoso, se a população não se conscientizar, os números tendem a aumentar. Por isso, o setor de Combate a Endemias realiza neste sábado mais um mutirão de limpeza. Desta vez os agentes estarão na Vila Maria, de 8 às 12 horas. Os moradores podem colocar na porta de casa todos os materiais inservíveis que possam acumular água.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!