Diretora do Foro espera melhorar atendimento na nova sede do Juizado Especial em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


A partir da próxima sexta-feira, 21 de julho, o Juizado Especial da Comarca de Pará de Minas funcionará em novo endereço. O espaço escolhido oferecerá mais conforto a população e aos serventuários da justiça.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O órgão funcionou durante anos na rua Francisco Sales, 21, Centro. Por questões organizacionais ele faz parte do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e atende a processos envolvendo pequenos conflitos.

São resolvidas as causas com valor inferior a 40 salários mínimos. As mais comuns são de indenizações por danos causados por acidentes de trânsito, despejo de imóvel; restituição de valores pagos indevidamente e pequenos danos materiais.

Com a mudança de sede a juíza Herilene de Oliveira Andrade, diretora do Foro da Comarca, publicou uma portaria suspendendo os prazos processuais do Juizado de Pequenas Causas.

A decisão foi tomada junto com a coordenadora do Juizado Especial, juíza Silmara Silva Barcelos. Na tarde desta terça-feira, dia 18 de julho, ela falou sobre o novo espaço alugado pelo TJMG.

A magistrada Herilene de Oliveira Andrade explica que o antigo endereço não estava oferecendo condições para atender as demandas a contento. A expectativa agora é de prestar um melhor serviço em novo local com mais espaço e estrutura adequada:


Herilene de Oliveira Andrade
juizadoespecialherilene1

Também será implantado em Pará de Minas o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CJUS). Ele tem como objetivo promover acordos entre as partes para evitar que novas ações sejam impetradas no Juizado Especial:

Herilene de Oliveira Andrade
juizadoespecialherilene2

Em Pará de Minas, a equipe do Juizado Especial atenderá a partir de sexta (21) em um imóvel localizado na praça Melo Viana, 10, Centro. De acordo com a diretora do Foro, cerca de nove mil processos estão tramitando e deverão ter mais celeridade por meio do Processo Judicial Eletrônico (PJE).

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!