A classe política está sendo desmoralizada, afirma Antônio Júlio

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

antjul_revrb
Na manhã de segunda-feira, 18 de abril, o prefeito de Montes Claros, município da região Norte de Minas Gerais, Ruy Muniz (PSB), foi preso preventivamente pela Polícia Federal, em Brasília (DF). Ele é suspeito de prejudicar o funcionamento de hospitais públicos da cidade para favorecer um hospital privado gerido por sua família.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Ele é casado com a deputada federal Raquel Muniz (PSD), que votou a favor do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). O curioso foi que ela destacou a “boa” gestão do marido ao proferir o voto.

Outra polêmica envolveu o prefeito Pouso Alegre, no sul de Minas Gerais, Agnaldo Perugini (PT). Ele foi filmado ao se envolver em uma confusão com populares e os vídeos vazaram na internet.

O prefeito de Pouso Alegre disse que foi agredido enquanto fazia uma manifestação “pacífica e silenciosa” pela democracia. A confusão aconteceu durante uma panfletagem política na Avenida Doutor Lisboa, no Centro daquela cidade da região Sul de Minas Gerais.

Para Antônio Júlio de Faria, prefeito de Pará de Minas e presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), alguns prefeitos estão sendo julgados e perseguidos por cidadãos e determinadas autoridades. Segundo ele, o Brasil está sem comando:

Antônio Júlio de Faria
antjul_prefts1

O líder do movimento municipalista mineiro ressalta que é preciso um Presidente da República com pulso firme. Antônio Júlio afirma que vem ocorrendo uma campanha para desmoralizar a classe política:

Antônio Júlio de Faria
antjul_prefts2

Sobre a prisão do prefeito de Pouso Alegre, o presidente da AMM lembrou os problemas relacionados à judicialização da saúde. Ele frisou a importância de uma reforma na Constituição Federal de 1988:

Antônio Júlio de Faria
antjul_prefts3

A confusão em Pouso Alegre foi registrada em um boletim de ocorrência da Polícia Militar e será investigada pela Polícia Civil. O prefeito publicou um vídeo explicando o que ocorreu.

Já o prefeito de Montes Claros foi preso na operação “Máscara da Sanidade II – Sabotadores da Saúde”. A Justiça também expediu mandado de prisão contra a secretária de saúde do município, Ana Paula Nascimento. A Prefeitura de Montes Claros emitiu nota informando que não existe nenhuma irregularidade e que a verdade prevalecerá.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!