Terreno onde seria construído o CT do Clube do Porto poderá abrigar expansão da UFV em Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em julho de 2017 começaram os comentários em Pará de Minas indicando que o município poderia receber cursos superiores na área de engenharia. O município teria uma extensão da Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Florestal.

À época, o prefeito Elias Diniz (PSD) fez a proposta oficial à reitoria da UFV que sinalizou positivamente pela ideia. Em seguida foram buscadas parcerias com o sistema FIEMG, em especial o Senai que também se comprometeu a apoiar a extensão do campus.

Faltava apenas a liberação de professores por meio do Ministério da Educação (MEC), pois os locais para ministrar as aulas já estavam definidos e eram o prédio da Escola Estadual Fernando Otávio, Senai e Aeroporto Municipal.

Desde então negociações são feitas para colocar em prática todo o projeto que quer investir na área de agroindústria e aeronáutica.

Nos últimos dias mais um passo foi dado. Novos encontros aconteceram entre a administração municipal, reitores e diretores da UFV e membros do projeto Pará de Minas 4.0. De acordo com Elias Diniz o sinal positivo do MEC para expansão do campus Florestal é motivo para comemorar:


Elias Diniz
eliasdinizufvpm1

Como o município retomou a posse do prédio da Unincor no bairro João Paulo II, ele foi oferecido para sediar a expansão. O prefeito listou ainda os cursos que podem ser ministrados na cidade:

Elias Diniz
eliasdinizufvpm2

O município de Pará de Minas entrará na expansão do campus Florestal com a estrutura oferecida para os cursos. O MEC e a UFV ficam responsáveis pela escolha dos cursos, grade curricular, seleção de professores e custeio do projeto em geral.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!