Crise aperta e Antônio Júlio não sabe quando poderá reajustar salários dos servidores da prefeitura

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

dinheiro_nota_cedula_moeda_real_b
A cada início de ano os trabalhadores aguardam com expectativa o reajuste salarial para honrar os compromissos financeiros e evitar perdas devido à alta da inflação. Mas, em 2016 a situação está mais delicada em relação aos anos anteriores.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Se por um lado o setor privado vem demitindo colaboradores, por outro o setor público vem adotando a tática de parcelamento da folha de pagamento. Já no caso de muitos servidores públicos contratados a dispensa foi inevitável.

As três esferas de governo vem sentindo a queda na arrecadação de impostos oriunda da recessão econômica. Os municípios e os estados são os mais afetados pela falta de recursos e diminuição nos repasses do governo federal.

A Câmara Municipal aprovou recentemente um projeto de lei autorizando a correção salarial dos servidores públicos da casa. O índice corrigido foi baseado no INPC e atrelado a inflação registrada em 2015 – 11,31%.

Enquanto isso os servidores da Prefeitura de Pará de Minas aguardam um posicionamento do prefeito Antônio Júlio de Faria. Ele afirma que pretende fazer a correção salarial do funcionalismo público, mas está fazendo as contas:
antjul_vrbj

Antônio Júlio de Faria
antjul_slarv1

Sobre a intervenção do Ministério Público no Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Pará de Minas (Sitraserp), o chefe do Poder Executivo explica que o processo não influirá na decisão sobre esta questão inerente ao aumento de salário:

Antônio Júlio de Faria
antjul_slarv2

O prefeito de Pará de Minas reafirmou categoricamente que o município vem passando por sérias dificuldades financeiras, assim como ocorre em todo o Brasil. As turbulências políticas em Brasília podem agravar ainda mais a crise financeira e no momento é preciso aguardar o que será definido.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!