Obras de desassoreamento e construção de espaço de lazer em Lagoa do bairro Eldorado continuam paradas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A população não está satisfeita com a paralisação das obras de desassoreamento da lagoa existente na divisa dos bairros Eldorado e Recanto da Lagoa, mas que beneficiará também os moradores da Vila Ferreira.

O processo teve início em 2018, mas depois da morte do então diretor de Obras e Meio Ambiente, Francisco Júnior (Chiquinho do Gás) que era um defensor daquela obra, tudo foi paralisado.

A lagoa do bairro Eldorado, em Pará de Minas, foi esvaziada em julho de 2018 para que fossem realizadas obras de desassoreamento e limpeza. Com isso os peixes que estavam no curso d’água foram liberados para a população. Muitas pessoas aproveitaram a oportunidade para fazer uma boa pesca, enfrentando muita lama do fundo da lagoa para apanhar os peixes.

Depois disso o manancial permaneceu sem água e com a grande quantidade de argila. Caíram algumas chuvas na cidade e o local começou a acumular água novamente, gerando insatisfação entre os moradores daquela região.

Proprietários cerâmicas de Torneiros, Igaratinga, Antunes e Limas de Igaratinga estiveram na lagoa para ver a possibilidade de retirar a argila para ser utilizada na fabricação de tijolos. Mas constataram que não seria viável para suas empresas essa operação.

Em outubro de 2018 o vice-prefeito José Porfírio de Oliveira Filho (PV) disse que uma escavadeira de grande porte e quatro caminhões retiravam o barro da lagoa. O próximo passo seria acertar as margens e encher o corpo d’água novamente.

De lá para cá nada mais foi feito. Alguns cidadãos questionaram a reportagem do Portal GRNEWS porque as obras continuam paralisadas, apesar do anúncio feito pelo prefeito garantindo a execução do projeto.

O questionamento foi transmitido ao prefeito Elias Diniz (PSD). Ele respondeu que o trabalho de retirada do barro no local não deu certo. Os caminhões a máquina estavam atolando no barro e por isso a ação foi suspensa. A expectativa é que o desassoreamento da lagoa seja concluído no período de estiagem:


Elias Diniz
eliasdinizlagoaeldorado1

O Governo do Estado de Minas Gerais deve ao município de Pará de Minas mais de R$ 34 milhões em recursos de repasses obrigatórios que foram retidos desde o governo Fernando Pimentel (PT) e prossegue agora na gestão de Romeu Zema (Novo). Mas de acordo com o prefeito isso não impede a realização da obra na lagoa do Eldorado que será realizada em parceria com á concessionária Águas de Pará de Minas:

Elias Diniz
eliasdinizlagoaeldorado2

Á época do anúncio do projeto, o prefeito Elias Diniz disse que além das obras de desassoreamento da lagoa do bairro Eldorado, também seria construído em seu entorno uma pista de caminhada, uma ciclovia, um teatro aberto, um playground e uma academia ao ar livre. As obras estão estimadas em R$ 540 mil.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!