Horário de verão termina neste domingo e paraminenses comemoram

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Termina neste domingo, 19 de fevereiro de 2017, o horário brasileiro de verão. Os relógios deverão ser atrasados em uma hora nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

A medida começou a vigorar em outubro do ano passado com o objetivo de proporcionar uma economia de energia com um menor consumo no horário de pico (das 18h às 21h), devido ao maior aproveitamento da luz natural.

Esse procedimento possibilita que uma queda no uso de energia gerada por termelétricas, reduzindo o custo da geração de eletricidade. A mudança de horário começou no Brasil em 1931 e vem sendo praticada anualmente desde 1985.

Um projeto de lei elaborado pelo deputado Valdir Colatto (PMDB/SC) tem como meta acabar com o horário de verão. A matéria está tramitando na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, em Brasília, mas ainda não tem data para ser votada.

A proposta também precisará passar pelas Comissões de Minas e Energia e de Constituição e Justiça. Caso seja aprovada, ela deverá ser encaminhada para a votação em plenário.

Até lá haverá muitos desafios e discussões polêmicas, uma vez que o assunto divide opiniões. Sendo que a maioria se manifesta contrária a implantação do horário de verão.

Enquanto isso a população continua seguindo a exigência de adiantar os relógios. Nas ruas a maioria das pessoas não gosta do horário de verão. Este é o caso de Fábio Oliveira Carvalho, que considera a medida prejudicial:


Fábio Oliveira Carvalho
fimhorariodeveraofabiodeoliveira

Rubens Raimundo Pinto também não vê nenhum benefício com a mudança de horário. Ele acredita que a economia é muito irrisória diante dos males causados pela alteração da rotina das pessoas:


Rubens Raimundo Pinto
fimhorariodeveraorubensraimundo

Em 2017 a previsão do governo é de que o Horário de Verão atinja uma economia de R$ 147,5 milhões. Na edição anterior, o adiantamento do relógio em uma hora possibilitou uma economia de R$ 160 milhões.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!