Aposentados do INSS conseguem aumentar benefício na justiça com “revisão da vida toda”

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O processo para se aposentar é burocrático. Além de reunir uma série de documentos, análise do tempo trabalhado, é preciso seguir várias regras, especialmente após a reforma da Previdência, que começou a vigorar em novembro de 2019.

Até então, o cálculo do benefício era feito a partir de julho de 1994 até a data em que o empregado trabalhou. Mas uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), autorizando o recálculo da aposentadoria anterior à data, vai mudar a situação de muita gente.

Caso de uma aposentada do interior de São Paulo. Ela recebia R$ 1.039 de benefício, mas com a revisão da vida toda, autorizada pela justiça, passou a receber R$ 4.253,75 mensalmente. Além disso, será indenizada em R$ 213 mil por causa dos valores retroativos, desde a aposentada em outubro de 2014.

Outros casos continuam em análise na justiça e poderão ajudar muita gente que contribuía antes de 1994 e já se aposentou, como disse ao Portal GRNEWS o advogado especialista em Direito Previdenciário, Bernardo Lucca:

Bernardo Lucca
bernardolucrevvidatod1


O advogado contratado pelo aposentado será o responsável por analisar se vale a pena requerer a revisão, pois em muitos casos não compensa, pois o valor declarado anteriormente a 1994 é baixo.

Sem contar que nestes casos, é preciso entrar na Justiça, pois o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) só irá analisar a decisão judicial:

Bernardo Lucca
bernardolucrevvidatod2

É preciso ficar atento quanto ao prazo para solicitar a revisão. Só são aceitos pedidos de até dez anos, ou seja, para o segurado que se aposentou em 2010, este ano é o prazo final.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!