Vigilância em Saúde continua multando paraminenses que insistem criar focos do Aedes aegypti

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O surto de Dengue em Pará de Minas continua preocupando a Secretaria Municipal de Saúde que tem realizado diversas ações para combater os focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença e também da Febre Chikungunya e Zika vírus.

Com mais de 550 notificações da doença e 38 confirmações, a superlotação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) é diária, muita gente reclamando de dores no corpo, vômito e febre alta. Para minimizar a situação entre os dias 10 e 12 de abril duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) ficaram abertas até as nove horas da noite. O intuito era diminuir o tempo de espera na UPA e atender toda a comunidade.

O Departamento de Vigilância em Saúde também tem feito sua parte em relação à prevenção. São realizadas palestras em escolas, empresas e igrejas do município para alertar a população.

Mutirões de limpeza foram intensificados desde o final do ano passado e semanalmente agentes e caminhões estão nas ruas de uma região recolhendo materiais inservíveis que podem acumular.

Adailton Antônio Moreira que é gerente de combate a endemias reafirma que cada morador é responsável pelo seu imóvel:


Adailton Antônio Moreira
adailtondenuncias1

Mesmo consciente do surto no município, muita gente insiste em manter quintais e lotes vagos sujos, com focos do mosquito. Nestes casos a Vigilância em Saúde multa os reincidentes e os vizinhos podem denunciar anonimamente:

Adailton Antônio Moreira
adailtondenuncias2

Nesta semana tem mutirão de limpeza acontece no bairro Santos Dumont nesta terça e quarta-feira, dias 16 e 17 de abril. Normalmente os mutirões ocorrem as quintas e sexta-feiras, mas foi antecipado por causa da Semana Santa.

Quem quiser denunciar lotes e quintais com focos do Aedes aegypti pode ligar para o telefone (37) 3231-7755.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!