CRE cede lugar à Vigilância Sanitária para reduzir custo com aluguel na Prefeitura de Pará de Minas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Nas últimas semanas o Centro de Referência em Educação Professora Maria Xavier Capanema (CRE) foi tema de muita discussão em Pará de Minas, especialmente no meio em que atuam os profissionais da educação. Muitas afirmaram que as atividades do CRE seriam encerradas. Fato que não se confirmou.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

O órgão funcionava em uma casa na rua Joaquim Peregrino, 38, bairro Nossa Senhora de Lourdes, em Pará de Minas, conta com uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais e fonoaudiólogas, que apoia 47 escolas públicas de ensino fundamental das redes municipal e estadual de ensino de Pará de Minas.

Os profissionais são responsáveis pela orientação e encaminhamento de alunos com problemas de comportamento e aprendizagem. O CRE também oferece formação continuada para professores da rede municipal.

Durante reunião realizada na Câmara Municipal o vereador Rodrigo Varela Franco (PSD) explicou que o departamento de Vigilância Sanitária foi transferido para a casa onde funcionava o CRE, que por sua vez passou a funcionar nas dependências da Secretaria Municipal de Educação, na rua Major Fidélis, Centro.

O líder do prefeito Elias Diniz (PSD) garantiu categoricamente que o CRE não foi extinto e a medida foi tomada para reduzir despesas, pois a Vigilância Sanitária funcionava em um imóvel alugado na rua Manoel Batista, Centro:


Rodrigo Varela Franco
crerrodrigovarelafranco

O vereador não informou o valor da economia que foi gerada pela transferência dos dois órgãos da prefeitura. Todas as medidas visando enxugar os gastos da máquina pública vêm sendo tomadas pela administração municipal.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!