Prazo para análise de benefício no INSS demora mais de seis meses; governo contrata militares para zerar fila

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou recentemente que há uma fila de quase dois milhões de pedidos de aposentadoria. Segurados estão há meses esperando o parecer do INSS e com a reforma da Previdência em vigor desde novembro, o número de solicitações de benefício aumentou ainda mais.

Para tentar ao menos minimizar o tempo de espera, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho anunciou que sete mil militares da reserva das Forças Armadas reforçarão o atendimento no Instituto.

Atualmente segundo o governo federal, 7.820 servidores analisar os documentos para conceder os benefícios. A contratação dos militares vai reforçar o atendimento. A expectativa é que eles comecem os trabalhos em abril e até setembro, a situação seja normalizada.

Ao Portal GRNEWS o advogado especialista em Direito Previdenciário Márcio Campos explicou sobre a demora para que o INSS analise a solicitação dos trabalhadores. São no mínimo seis meses de espera:

Márcio Campos
marciocamposcontmil1


O advogado acredita que a análise continuará lenta, já que todos os novos contratados deverão passar por um treinamento, pois como trabalharam em outra área, não tem total conhecimento do Direito Previdenciário. Ele sugere que os funcionários aposentados do INSS é quem deveriam ter sido chamados:

Márcio Campos
marciocamposcontmil2

O governo federal informou que o pacote de ações custará R$ 14,5 milhões por mês. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve publicar um decreto nos próximos dias incluindo medidas de desburocratização do atendimento do INSS. Uma das mudanças será o fim da obrigatoriedade em autenticar documentos e atualizar certidões ao longo da tramitação.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!