Fabricantes insatisfeitos com indefinição para implantar placas padrão Mercosul em MG

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Minas Gerais é um dos poucos estados brasileiros que ainda não começou a implantar as placas no padrão Mercosul. Parecida com a utilizada na União Europeia, a placa é azul e branca e possui quatro letras e três números.

A nova placa vem ainda com um código único que contem dados da confecção como fornecedor, data, ano e modelo de fabricação. Ela é rastreável, possui marca d’água para evitar falsificação e torna impossível a clonagem, o que auxilia as polícias nas fiscalizações e fraudes.


O Conselho Nacional de Trânsito estipulou 31 de dezembro de 2018 como limite para implantação em todo o Brasil. O Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) havia anunciado que começaria a emitir as novas placas no dia 17 de dezembro do ano passado o que fez com que empresas fabricantes praticamente corressem contra o tempo e mudassem todo o sistema de confecção, já que as novas placas são bem diferentes das atuais.

Mas no início de dezembro, por meio do decreto 47.551/2018 assinado pelo então governador Fernando Pimentel, ficou cancelada a implantação no estado. Ele justificou que deixaria para Romeu Zema (Novo) a responsabilidade de definir quais órgãos serão competentes para as mudanças.


Mas até agora nada está definido e quem aguarda ansiosa pelos próximos capítulos é a Associação dos Fabricantes de Placas para Veículos do Estado de Minas Gerais (AFAPEMG). No estado são cerca de 500 fabricantes e desse total, 444 estão aptas a confeccionar as novas placas.

O presidente da AFAPEMG Altemiro de Almeida Assis explica que Minas Gerais é o estado mais bem preparado para implantação e mesmo assim aguarda um posicionamento do governo estadual:


Altemiro de Almeida Assis
altemiroplacas1

No dia 28 de maio haverá um encontro em Brasília com todas as associações para definir detalhes das novas placas e a expectativa é que até 30 de junho tudo esteja pronto para começar a implantação do novo padrão.

Altemiro Assis ressalta que o consumidor final não será prejudicado em relação a valores e garante que a nova placa é bem mais segura que a utilizada atualmente:

Altemiro de Almeida Assis
altemiroplacas2


O presidente da AFAPEMG conta que os fabricantes investiram pesado na compra de equipamentos e matéria prima para confecção das placas e até agora não tiveram retorno:

Altemiro de Almeida Assis
altemiroplacas3

Ele lembra que apenas o Estado de Minas Gerais ainda não oficializou o uso das placas Mercosul:

Altemiro de Almeida Assis
altemiroplacas4


As placas do padrão Mercosul são indicadas pela cor da combinação alfanumérica. A preta significa que o veículo é particular, vermelha é comercial ou aprendizagem, azul mostra que o veículo é oficial, verde é especial, o diplomático vem com letras e números na cor amarela e o colecionador é indicado pelo prata. O tamanho continua o mesmo com 40 centímetros de largura e 13 de altura.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!