Grupos de resgate voluntário discutem padronização e devem mudar nomes para Volunterminas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Essa é mais uma medida para atender as determinações do Governo de Minas Gerais que sancionou em janeiro de 2018 a Lei Estadual Nº 22.839 dando exclusividade aos serviços de atendimentos emergenciais ao Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG).

Por essa razão, no dia 2 de janeiro de 2019 todos os grupos de resgate voluntário suspenderam seus atendimentos prestados aos mineiros devido a nova legislação

Á época a Volunterminas argumentou que essa lei foi publicada mesmo com o governo sabendo que 781 dos 853 municípios mineiros não contam com uma unidade da corporação.

A população protestou nos municípios que não contam com unidade dos Bombeiros e eram atendidas pelos grupos voluntários. De acordo com a Volunterminas a paralisação atingiu aproximadamente 380 mil mineiros. Após uma reunião em 3 de janeiro com o comando do Corpo de Bombeiros, foi fechado um acordo e os serviços foram retomados em 4 de fevereiro.

O município de Pará de Minas conta com o Grupo de Resgate Voluntário Anjos do Asfalto. Já em Pitangui, que não tem unidade do Corpo de Bombeiros, a população é atendida pelo Grupo G3. Assim sucessivamente, em cada cidade existe um grupo com uma marca, uniformes, ambulâncias e nomes diferentes.

Mas a situação deve mudar. Neste sábado, 16 de fevereiro, representantes de mais de 30 grupos de resgate voluntário se reunirão em Pitangui para discutir a padronização dos serviços e todo o resto. Outra alteração importante é que todos os grupos passarão a se chamar Volunterminas. As informações são de Marcos Campolina, coordenador do Anjos do Asfalto e vice-presidente da Volunterminas:


Marcos Campolina
marcoreunaoresgate1

Sem entrar em detalhes, Marcos Campolina afirma que atualmente os grupos de resgate voluntários estão trabalhando de acordo com o que foi acertado com o comando do Corpo de Bombeiros em 3 de janeiro. Argumenta que a maior dificuldade para atender todas as normas exigidas pela nova lei é a organização da documentação dos grupos voluntários:

Marcos Campolina
marcoreunaoresgate2

A reunião dos representantes dos grupos de resgate voluntários do Estado de Minas Gerais acontecerá neste sábado, 16 de fevereiro, a partir das 13 horas na sede do Grupo G3 em Pitangui.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!