Concessionária responde questionamentos de vereadores e explica porque coloração da água mudou

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

aguaparademinas_tratamento2
Na reunião da Câmara Municipal realizada na quinta-feira (11) após o feriado prolongado de Carnaval, os vereadores discutiram bastante sobre a qualidade da água que chegou em algumas regiões de Pará de Minas.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Foram apresentados vídeos com reclamações de moradores de alguns bairros da cidade. As imagens mostravam uma água de cor amarelada e escura saindo das torneiras que estavam ligadas a rede de abastecimento.

Foi aprovado um requerimento de autoria do vereador Marcos Aurélio dos Santos, que convoca um diretor da Concessionária Águas de Pará de Minas a sede do Poder Legislativo para dar as devidas explicações do ocorrido.

O vereador Marcos Aurélio dos Santos foi à tribuna para questionar a qualidade da água fornecida a toda a população e cobrar uma resposta da concessionária. Ele leu alguns artigos do contrato de concessão e destacou a importância da criação da agência reguladora:

Marcos Aurélio dos Santos
marcaur_prbg

O vereador Flávio Medina Neto reclamou da falta de comunicação da empresa devido aos efeitos do serviço de manutenção da rede. Ele frisou a necessidade de se exigir o cumprimento do contrato assinado com o município:

Flávio Medina Neto
flavmed_prbg

O vereador Geraldo Luiz Batista disse em seu pronunciamento que se a qualidade da água distribuída estiver relacionada ao Rio Paraopeba, é preciso tomar os devidos cuidados para que evitar qualquer problema:

Geraldo Luiz Batista
gerluiz_prbg

camara_reun_servdores2
O vereador Antônio Linhares Villaça afirmou que a empresa pode não estar cumprindo o que determina a portaria do Ministério da Saúde que contempla as diretrizes a serem cumpridas no tratamento da água:

Antônio Linhares Villaça
antvil_prbg

O vereador Marcus Vinícius Rios Faria, líder do prefeito na Câmara Municipal, informou que Antônio Júlio de Faria já notificou a Concessionária Águas de Pará de Minas sobre o problema:

Marcus Vinícius Rios Faria
marcvin_prbg

Anderson Rocha, gerente de Operações da Concessionária Águas de Pará de Minas, explica o que aconteceu na rede de abastecimento daquela região. Segundo ele, houve um rompimento na rede que precisou ser reparado e com o religamento do sistema algumas partículas da tubulação alteraram a cor da água:

Anderson Rocha
andrsrc_prbg1

andrsrc_prbg
Ele ressalta que a concessionária está dentro de um período de transição que demandará um grande volume de investimentos em toda a rede da cidade. Anderson Rocha afirma que o incidente poderá ocorrer novamente em caso de manutenções e a população será devidamente avisada:

Anderson Rocha
andrsrc_prbg2

O diretor da Águas de Pará de Minas garante que apesar de estar amarelada a água não continha nenhuma contaminação. Ele assegura que em nenhum momento a saúde da população ficou em risco:

Anderson Rocha
andrsrc_prbg3

Sobre a questão da água do Rio Paraopeba, o gerente de operações informou que a empresa não tem utilizado o manancial desde o começo deste ano. Segundo ele, o recurso hídrico distribuído atualmente vem dos ribeirões Paciência e Paivas:

Anderson Rocha
andrsrc_prbg4

Caso o consumidor receba água com uma cor amarelada ou qualquer outro aspecto estranho, poderá ligar para a empresa Águas de Pará de Minas através do telefone: 0800-942-0404.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!