Diretor do P.A. diz que Pará de Minas não registrou caso da gripe H1N1 e investe em ações preventivas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

pa_prontoatendimento_ambulancia_entrada
O Ministério da Saúde anunciou esta semana que o número de mortes por causa da gripe H1N1 subiu para 102. Ao todo, foram registrados 686 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por H1N1 até o dia 2 de abril.

Curta a página do Portal GRNEWS no Facebook Siga o Portal GRNEWS no twitter

Também foram constatadas 13 mortes e 168 casos de SRAG por outros tipos de vírus da gripe ao longo do ano, ainda segundo o boletim. Do total, 70 mortes ocorreram no estado de São Paulo. Em Minas Gerais foram registradas duas mortes até o momento.

Em 2016 ocorreu uma antecipação da temporada de gripe no país. O aumento do número de casos da doença estava previsto para o mês de julho, mas o país vem registrando casos desde o início do ano.

Segundo especialistas, existem vários fatores que podem ter contribuído a chegada do vírus mais cedo. Alterações climáticas e o aumento de viagens internacionais podem ter trazido o H1N1 que circulava no hemisfério norte.

Os sintomas da H1N1 são os mesmos da gripe comum: febre alta, dores de cabeça, dores pelo corpo, e em alguns casos diarreia e vômito. Por isso é importante ficar atento e procurar a unidade de saúde mais próxima.

Apesar da preocupação com a doença, Moisés Gabriel de Abreu, diretor do Pronto Atendimento Municipal José Porfírio de Oliveira (P.A), assegura que até o momento não foi registrado em Pará de Minas nenhum caso de H1N1:

Moisés Gabriel de Abreu
miosgrb_grpa1

miosgrb_grpa
Ele ressalta que toda a equipe do P.A. vem sendo treinada para atender os casos suspeitos e tomar as devidas providências de acordo com o protocolo definido pelas autoridades da área da saúde:

Moisés Gabriel de Abreu
miosgrb_grpa2

O diretor do P.A. afirma que todos os casos suspeitos serão tratados intensivamente para que não ocorra nenhuma morte em consequência do agravamento da doença:

Moisés Gabriel de Abreu
miosgrb_grpa3

Entre os cuidados recomendados pelos médicos estão: evitar aglomeração de pessoas em ambientes fechados, tomar bastante líquido e lavar as mãos e utilizar álcool gel.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!