Vereador denuncia que por falta de maca, paciente deita em cadeiras para ser atendido por médico em Caetano Preto

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A comunidade de Caetano Preto, está localizada zona rural de Pará de Minas, e recebe a cada quinze dias uma equipe médica para atender os pacientes. Como no local não há uma Unidade Básica de Saúde (UBS) os atendimentos são feitos na Escola Municipal Padre Pereira.

Mas o local não está preparado para este serviço já que não há macas, equipamentos e nenhuma outra estrutura para fazer os atendimentos médicos. Se não bastasse isso, quando o paciente precisa se deitar para que o profissional o examine, as cadeiras e carteiras escolares são unidas para servir de maca.

A denúncia foi feita pelo vereador Carlos Roberto Lázaro (PSC) que está indignado com a situação lamentável vivida quinzenalmente pelos moradores. Ele levou a conhecimento do secretário Municipal de Saúde Wagner Magesty que garantiu ceder uma maca, mas o vereador quer mesmo é uma sala exclusiva para atendimento médico:

Carlos Roberto Lázaro
carlosrobertodenunciacaetpreto1


Cerca de 30 pessoas são atendidas mensalmente pela equipe médica na comunidade e a construção do consultório é para dar mais dignidade aos pacientes:

Carlos Roberto Lázaro
carlosrobertodenunciacaetpreto2

O vereador já apresentou a situação à Comissão de Saúde da Câmara que em breve deve visitar a comunidade para avaliar os atendimentos. Fazem parte da comissão como presidente Ênio Talma Ferreira de Rezende (PSDB), vice-presidente Márcio Lara (PTC), relator é Carlos Roberto Lázaro (PSC) e os suplentes Mário Justino da Silva (PRB), Rodrigo Alves Meneses (MDB) e Márcio Eustáquio Rodrigues (PTC).

O Portal GRNEWS solicitou a assessoria de comunicação um posicionamento da Prefeitura de Pará de Minas sobre a denúncia feita pelo vereador Carlos Roberto Lázaro. Porém, a resposta não chegou até esta publicação.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
Don`t copy text!