Sind-UTE se diz preocupado com profissionais e alunos após Justiça de MG autorizar retorno presencial às aulas

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Como o Portal GRNEWS adiantou, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) autorizou na quinta-feira (10) o retorno das atividades presenciais nas escolas estaduais. Com isso, municípios enquadrados nas ondas amarela e verde do Minas Consciente, desde que autorizados pelos prefeitos, podem ter as aulas presenciais nestas instituições de ensino. Este não é o caso de Pará de Minas que segue enquadrado na onda vermelha do Minas Consciente.

Inicialmente retornarão às escolas, estudantes que frequentam entre o 1º e o 5º ano do ensino fundamental. Mas esta retomada é facultativa, ou seja, caso aos pais decidirem se os alunos voltam pra sala de aula ou continuam com o ensino remoto.

Diante da situação, que pegou de surpresa profissionais da Educação e também pais, o Portal GRNEWS ouviu o diretor da sub-sede do Sindicato Únicos dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE MG), Rondinelli Alves.

Para ele, a notícia causa estranheza e se diz preocupado com a categoria e os alunos:

Arquivo / Portal GRNEWS

Rondinelli Alves
rondinealvretaulasjunho1

Em nota o Sind-UTE MG informou que a “decisão cabe recurso que será interposto pelo Sindicato tão logo o acórdão seja publicado, bem como, não altera em nada a continuidade do processo de fiscalização e acompanhamento do cumprimento das medidas sanitárias pela Secretaria de Educação”.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE
[wp_bannerize_pro id="valenoticias"]
Don`t copy text!