Conselheiros tutelares tomam posse em Pará de Minas e ficarão nos cargos até 2024

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

Em outubro do ano de 2019, 1.663 paraminenses foram às urnas e elegeram os conselheiros tutelares que atuarão em Pará de Minas pelos próximos quatro anos. Érika Emília Ferreira, Alessandro Aparecido dos Santos, Gabriel dos Santos Fonseca, Soanir Maria Moreira e Lais Ermínia da Fonseca participaram da cerimônia de posse realizada na Casa dos Conselhos.

A eleição dos conselheiros em Pará de Minas foi polêmica. Após o pleito, a advogada Elisângela Tavares, que concorreu ao cargo, denunciou ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) possíveis irregularidades durante a campanha e no dia da eleição.

O promotor Charles Daniel França Salomão ficou responsável por averiguar todas as denúncias, que vão de campanhas durante cultos evangélicos a boca de urna e um micro-ônibus usado para levar os eleitores ao local de votação.

Segundo o secretário Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social Flávio Medina Neto tudo foi resolvido dentro da legalidade:

Flávio Medina Neto
flaviomedinapossecons1

Ele ressaltou ainda o trabalho do conselheiro tutelar em prol das crianças e adolescentes no município:

Flávio Medina Neto
flaviomedinapossecons2

Com 216 votos, Érika Emília Ferreira foi a candidata mais votada. Ela tem se dedicado à função estudando diariamente as atribuições do cargo e a legislação. Espera ainda fazer um bom trabalho em parceria com os setores público e privado:

Érika Emília Ferreira
erikapossecons1

O Conselho Tutelar é vinculado ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e fiscaliza entidades que atendem a este público específico, instaura procedimentos judiciais de apuração de irregularidades em entidades, atende crianças e adolescentes que tenham direitos ameaçados ou lesados e presta atendimento ainda a jovens autores de atos infracionais.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!