Eduardo Barbosa discute com Inep a Educação ao Longo da Vida

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

O deputado federal Eduardo Barbosa, Presidente da Subcomissão Especial de Educação Especial da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, participou de uma reunião na quinta-feira, 8 de agosto, no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para tratar da inclusão das matrículas do EJA (Educação de Jovens e Adultos) da Educação ao Longo da Vida no Censo Escolar.

De acordo com Eduardo Barbosa, o objetivo da reunião foi levar o conceito de Educação ao Longo da Vida ao órgão responsável pelo Censo Escolar para que seja possível identificar para qual educando está sendo oferecida a Educação ao Longo da Vida, visto que em Minas Gerais, por exemplo, já existem projetos experimentais. “Dessa forma, poderíamos facilitar o processo de investimento dos gestores municipais nos programas inovadores de Educação ao Longo da Vida. Por isso, gostaria do interesse nessa questão e da análise institucional do Inep de como podemos avançar nesse aspecto”, afirmou o deputado.

Eduardo Barbosa explicou que o conceito de Educação ao Longo da Vida absorve a educação não formal e informal também como proposta metodológica de desenvolvimento de habilidades das pessoas, tendo como público alvo pessoas com deficiência intelectual que, geralmente, não conseguem ter um percurso escolar. “Quando conclui a educação básica, esse público não tem outras possibilidades. Por isso essa proposta é necessária, pois hoje essas pessoas voltam para as suas casas e acontece um isolamento social já que existem poucos espaços para elas na sociedade”, ressaltou.

A Coordenadora-Geral do Censo da Educação Básica, Célia Cristina de Souza Gedeon Araújo, afirmou que é importante unificar nacionalmente o conceito da Educação ao Longo da Vida para trabalhar com essa possibilidade, pois os sistemas próprios dos Estados, Distrito Federal e Municípios é que alimentam o Censo Escolar. “É preciso fazer uma ampla articulação nacional para que esse quesito esteja presente nos bancos de dados dos estados para que esses números cheguem aqui no Inep”, afirmou.

O Diretor de Estatísticas Educacionais do Inep, Carlos Eduardo Moreno Sampaio, disse que a articulação que o deputado está fazendo com o Ministério da Educação (MEC) e o Conselho Nacional de Educação (CNE) facilita a inclusão da Educação ao Longo da Vida no questionário do Censo.

O deputado Eduardo Barbosa vai articular uma reunião com membros do Inep, da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação do Ministério da Educação (SEMESP) e do CNE para tratar sobre o assunto de forma mais ampla.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!