Pará de Minas busca estratégias para tornar velhice mais saudável, ativa e sem abusos

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp

A Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa é uma iniciativa do governo federal por meio do Ministério da Cidadania. O objetivo do programa é ajudar o envelhecimento ativo e saudável, propondo que os membros da terceira idade sejam protagonistas na execução de políticas públicas, principalmente junto aos municípios.

Nesta semana foi realizado em Belo Horizonte um encontro com conselheiros de todo o estado que foram capacitados dentro desta iniciativa e a partir disso vão auxiliar os idosos a conseguirem uma cidade, um estado e um país melhor para viverem.

No Brasil hoje são mais de 33 milhões de idosos de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e é necessário tornar as cidades mais atrativas e acessíveis a todas as pessoas, especialmente os membros da terceira idade que ainda tem muita dificuldade para se locomover por exemplo, pois, falta acessibilidade; faltam espaços de lazer e diversão, já que a maioria é voltado aos jovens; na saúde é preciso atenção especial a esse público; e na educação é necessário mais incentivo.

E foi isso que os conselheiros aprenderam na capacitação: como entender a demanda e os meios para resolvê-las, como explica a secretária executiva da Casa dos Conselhos Áglia Campolina Leitão Mendonça, que participou do encontro:


Áglia Campolina Leitão Mendonça
agliaidosos1

Desde o ano passado Pará de Minas participa do programa e em breve receberá a segunda estrela, que significa a continuidade aos projetos voltados aos idosos.

Para o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social Vilson Antônio dos Santos, a expectativa é tornar a cidade exemplo para os outros municípios, onde os idosos têm programas voltados especificamente a eles para tornar a velhice uma época de aproveitamento e alegrias:


Vilson Antônio dos Santos
vilsonidosos1

Além de criar meios para a convivência dos idosos com pessoas de outras idades para evitar isolamento social e incentivar a autonomia, a proposta quer promover ainda o bem-estar, reduzir a vulnerabilidade e combater o abuso financeiro, psicológico ou físico e a violência.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

Don`t copy text!