Pais procuram unidades de saúde de Pará de Minas para vacinar os filhos contra sarampo e poliomielite

GRNEWS nas Redes Sociais Facebook Twitter YouTubeWhatsApp WhatsApp


Começou nesta segunda-feira, 6 de agosto, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. O objetivo é imunizar mais de 11 milhões de crianças com idade entre 1 e menos de 5 anos.

O Dia D de mobilização está previsto para o sábado 18 de agosto. Nesta data todos os postos de saúde estarão abertos no país. A aplicação da dose será para todas as crianças dentro da faixa-etária – mesmo as que já estão com o esquema vacinal completo.

O Ministério da Saúde já registrou dois surtos de sarampo, sendo um no estado do Amazonas e outro em Roraima. Também confirmaram casos da doença no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Pará, São Paulo e Rondônia.

Em Minas Gerais mais de 60 casos suspeitos de sarampo estão sendo investigados. Especialistas dizem que o fato de as doenças serem diagnosticadas em diferentes regiões mostra a circulação do vírus.


A imunização vai até o dia 31 de agosto e todos os pais e responsáveis devem ficar atentos para manter o cartão de vacinação das crianças em dia. A movimentação começou cedo nas unidades de saúde de Pará de Minas.

O empresário Márcio Fernandes da Silva levou o filho a Policlínica para tomar a primeira dose da vacina. Segundo ele a imunização é muito importante para proteger o organismo do surgimento de doenças:


Márcio Fernandes da Silva
vacinacaomarciofernandessilva

A professora Karine Moura de Carvalho Costa, ressalta que os pais tem a obrigação de levar os filhos para vacinar. Só assim é possível protegê-los das doenças como o sarampo e a poliomielite:


Karine Moura de Carvalho Costa
vacinacaokarinemouracarvalho

A dona de casa Ana Paula Pinheiro Cardoso Batista também acredita que é muito importante proteger as crianças por meio da vacinação. Ela garante que o filho toma todas as doses e o cartão está em dia:


Ana Paula Pinheiro Cardoso Batista
vacinacaoanapaulapinheiro

Pessoas com idade até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da vacina Tríplice Viral. Já as pessoas com idade entre 30 e 49 anos devem receber uma dose.

Portal GRNEWS © Todos os direitos reservados.

PUBLICIDADE